EUA pedem devolução "completa" dos direitos ao Parlamento na Venezuela

Washington, 1 abr (EFE).- Os Estados Unidos opinaram neste sábado que a volta atrás "parcial" do Tribunal Supremo de Justiça (TSJ) venezuelano em relação a duas de suas sentenças demonstra a "falta de separação de poderes" na Venezuela, e pediram que sejam "restaurados completamente os direitos e autoridades" da Assembleia Nacional (Parlamento).

Em declarações à Agência Efe, um funcionário do Departamento de Estado americano diminuiu o peso da decisão do TSJ de voltar atrás de sua intenção de assumir as atribuições do Parlamento, ao assegurar que a corte "só reverteu parcialmente apenas duas de suas muitas sentenças recentes que eliminavam poderes da Assembleia Nacional".

"E o fez após consultas de última hora da noite com o Executivo (liderado pelo presidente Nicolás Maduro), o que demonstra ainda mais a persistência de uma falta de separação de poderes na Venezuela", disse o funcionário americano, que pediu o anonimato. EFE

llb/ma