Mulher é baleada durante invasão ao Congresso dos EUA

·1 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Uma mulher, cuja identidade não foi revelada, está em estado grave após ser baleada dentro do Congresso dos Estados Unidos, segundo as emissoras CNN e MSNBC. Uma multidão de defensores de Donald Trump invadiu o Congresso dos EUA na tarde desta quarta (6), enquanto os parlamentares realizavam a sessão de ratificação da vitória de Joe Biden nas eleições presidenciais de novembro. Não há detalhes sobre as circunstâncias em que ela foi atingida. Segundo a CNN, ela foi atingida no peito. Imagens em redes sociais mostram uma mulher sendo socorrida no chão de um dos ambientes internos do Congresso. A MSNBC exibiu imagens de uma mulher sendo retirada do Capitólio, com um forte sangramento na região do pescoço. O deputado Kevin McCarthy disse ter ouvido tiros dentro do Congresso, em entrevista à Fox News. Imagens de TV mostram manifestantes quebrando janelas para invadir o Congresso. Eles acessaram várias partes do prédio, inclusive o Plenário. Os congressistas foram levados para áreas protegidas, e a sessão de certificação foi interrompida. Não há previsão para que ela seja retomada. Uma hora antes da sessão, Trump fez um comício em Washington e disse à uma multidão que jamais assumirá a derrota para Biden, pois a eleição foi roubada. No entanto, ele não apresentou nenhuma prova disso, e mais de 60 processos na Justiça recusaram suas queixas de que teria havido fraudes. Biden teve 81 milhões de votos, contra 74 milhões de Trump.