Mulher é indiciada por chacina do Jaçanã, na capital paulista

Camila Boehm - Repórter da Agência Brasil

Uma mulher foi indiciada pela Polícia Civil hoje (17) por envolvimento na chacina ocorrida no bairro do Jaçanã, zona norte da capital paulista, no início do mês. Ela foi detida no sábado (15) e cumpre prisão temporária decretada pela Justiça, segundo informações da Secretaria de Segurança Pública de São Paulo (SSP).

As investigações do caso continuam por meio de inquérito policial instaurado pelo Departamento Estadual de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP).

Chacina

Seis homens foram mortos três ficaram feridos por tiros na Rua Antônio Sérgio de Matos, por volta das 23h20 do dia 4 de abril. Policiais militares foram acionados para uma ocorrência de disparos de arma de fogo no interior de um estabelecimento comercial e, ao chegarem ao local, encontraram uma vítima morta na rua e outras cinco dentro de um bar. Os feridos foram socorridos e levados para hospitais.

Segundo boletim de ocorrência, um dos sobreviventes disse que dois indivíduos desconhecidos em uma moto Honda Twister, de cor prata, apareceram no local e que o garupa disparou várias vezes em direção às pessoas que estavam em frente ao bar, baleando Sidnei Rodrigues Cordeiro, de 38 anos.

Em seguida, o homem desceu da motocicleta, entrou no estabelecimento e foi até o banheiro, onde cinco homens tinham se escondido, e disparou contra eles. Todos foram baleados e morreram. São eles: Valdir Ferreira de Souza, de 46 anos; Adriano dos Anjos da Silva, 39; Wellington Claudino de Souza, 35; Gilmar Vieira da Silva, 39; e Luiz Fernando Ramos, 39.