Mulher é presa e acusada de matar irmã e sobrinha de três semanas enquanto dormiam, na Califórnia

Policiais da cidade de Fresno, na Califórnia, anunciaram, nesta quinta-feira, a prisão de Yarelly Solorio-Rivera, de 22 anos, acusada de assassinar sua irmã e sobrinha de três semanas enquanto dormiam. Eles acreditam que a motivação dos crimes tenha sido "ciúmes e rivalidade entre irmãos".

O namorado de Yarelly, Martin Arroyo-Morales, de 26 anos, também foi preso. Ambos os suspeitos têm duas acusações de assassinato premeditado.

O crime foi no dia 24 de setembro. Ao chegarem no local após serem chamados por conta de um tiroteio, os policiais descobriram que Yanelly Solorio-Rivera foi "morta a tiros em sua própria cama, enquanto segurava sua filhinha inocente, Celine Solorio-Rivera". A mãe e o bebê foram declarados mortos no local.

As informações foram dadas pelo chefe de polícia de Fresno, Paco Balderrama.

Ao longo da investigação, "as mentiras, o engano e as más intenções em torno deste caso começaram a se desvendar", disse Balderrama, e tanto Yarelly quanto Arroyo-Morales confessaram os crimes durante o interrogatório policial.

A dupla também levou as autoridades à suposta arma do crime, uma pistola 9mm.

O casal está detido sob fiança de US$ 2 milhões. Se condenados, ambos podem enfrentar prisão perpétua sem possibilidade de liberdade condicional ou pena de morte, anunciou a promotora do condado de Fresno, Lisa Smittcamp.

A dupla deve comparecer ao tribunal no início da próxima semana.