Mulher é presa por furto de energia em casa de luxo na Barra da Tijuca

Uma moradora de uma casa de luxo na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio, foi presa em flagrante por furto de energia, na tarde desta segunda-feira, por policiais da Delegacia de Defesa de Serviços Delegados (DDSD).

Segundo a concessionária Light, a residência tinha um desvio de energia, ligação ilegal que fazia com que o consumo total da casa não fosse registrado pelo medidor. A fraude, confirmada por perito do Instituto de Criminalística Carlos Éboli (ICCE), levava a residência a deixar de registrar cerca de 2.000Kwh/mês, o que equivale a aproximadamente R$ 2.400 em contas de energia, segundo estimativas da Light.

A Light vem realizando grandes operações de combate ao furto de energia. No último dia 15, cerca de 400 profissionais participaram de ação que inspecionou 347 estabelecimentos comerciais e residenciais e identificou 80 irregularidades no consumo de energia, em Bangu.

No dia 23, em ação semelhante realizada em Realengo, a concessionária identificou 350 irregularidades, e o responsável por um restaurante foi preso em flagrante por furto de energia. Na ocasião, 1.590 estabelecimentos comerciais e residenciais foram visitados e 158 negociações de débito foram efetivadas.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos