Mulher é presa suspeita de matar jovem durante festa de aniversário na Abolição

Extra
·1 minuto de leitura
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Policiais da 24ª DP (Piedade) prenderam, nesta quarta-feira, uma mulher suspeita de matar uma jovem numa festa de aniversário na Abolição, na Zona Norte do Rio. Thaís Silva, de 31 anos, é acusada de ter empurrado Tamíris Batista de Andrade, de 24, durante uma discussão. A vítima bateu com a cabeça no chão. Ela chegou a ser levada para o Hospital municipal Salgado Filho, no Méier, também na Zona Norte, mas não resistiu.

O crime aconteceu em junho deste ano. De acordo com o delegado Tiago Venturini Antunes, titular da delegacia da Piedade, a festa em que Thaís e Tamíris estavam era de uma criança - o enteado do pai da vítima:

- Em determinado momento elas tiveram uma discussão, a princípio por causa de uma briga de criança ou algo assim. Um pouco irrelevante pelas consequências trágicas.

Durante a briga, segundo os relatos de testemunhas, Thaís teria agarrado Tamíris pelos cabelos e a arremessado no chão.

- Com isso ela bateu a cabeça forte e já ficou desacordada de imediato. Foi socorrida pelas duas irmãs - disse o delegado.

Ao "Bom Dia Rio", da TV Globo, o pai de Tamíris, Cláudio Andrade, contou que a filha havia pedido para um casal se retirar da festa:

- Minha filha pediu para um casal se retirar. A Thaís ficou chateada e se meteu. Quando a Tamíris desceu da parte de cima da casa, ela foi atacada por trás pela Thaís, levando golpes no pescoço.

A suspeita responderá pelo crime de lesão corporal seguida de morte.