Mulher é retirada viva de escombros no Nepal

Equipe comemora resgate

As equipes de socorro resgataram nesta quinta-feira uma sobrevivente dos escombros de um prédio que havia desmoronado na capital do Nepal, cinco dias após um forte terremoto que matou quase 6.000 pessoas.

Os socorristas trabalharam durante toda a noite para salvar a mulher, uma cozinheira de cerca de 30 anos, o segundo resgate deste tipo em um dia depois que um adolescente de 15 anos foi salvo em outro hotel a poucas ruas de distância.

Soldados nepaleses e uma enorme equipe de especialistas de França, Noruega e Israel que ajudaram no resgate comemoraram e aplaudiram quando a mulher - uma sobrevivente rara - foi levada de maca para uma ambulância.

"Ela estava ferida, mas estava consciente e conversando", declarou um major do exército do Nepal a um jornalista da AFP no local.

"Ela foi enviada para um hospital militar", acrescentou, identificando a mulher como uma cozinheira de cerca de 30 anos chamada Krishna Devi Khadka.

"É como se ela tivesse nascido de novo", disse.

Mais cedo, socorristas americanos e nepaleses resgataram Pemba Tamang, um adolescente de 15 anos, que disse à AFP ter permanecido vivo comendo manteiga clarificada.

Mas a recuperação do corpo de outro adolescente dos mesmos escombros minutos mais tarde demonstrou que as perspectivas de encontrar mais sobreviventes do terremoto de 7,8 graus que atingiu o país no sábado tornam-se cada vez mais remotas.