Mulher de 75 anos é resgatada após passar 7 dias em mata do Ceará bebendo água da chuva e comendo plantas

Extra
·1 minuto de leitura

Após sete dias desaparecida, Rita de Cássia, de 75 anos foi resgatada pelo Corpo de Bombeiros do Ceará em uma mata no município de Alcântaras, a 261 km de Fortaleza. Durante o tempo que ficou perdida no local, a idosa disse ter bebido água da chuva e comido capim para sobreviver.

O resgate que ocorreu na segunda-feira (22), contou com o trabalho da Companhia de Busca e Resgate com Cães e a ajuda de moradores da região. Segundo a família, Dona Rita, como é conhecida, sofre de depressão e tem dificuldades de locomoção.

Em comunicado divulgado pelos Bombeiros, o filho da idosa, Francisco, afirmou que já havia perdido a esperança de encontrar a mãe viva.

— Foi uma emoção muito grande. Eu não sei nem explicar como tô me sentindo até agora. Foi uma emoção muito grande, tanto para mim, quanto para os meus irmãos. foi um milagre. Eu não estava esperando encontrar ela com vida — ressaltou.

Debilitada, Rita foi levada para um hospital da cidade. Inicialmente, foi diagnosticada com um nível alto de hipoglicemia e baixa pressão arteria. Segundo a família, quando receber alta, ela não vai mais morar sozinha.