Mulher ameaça profissionais de saúde com faca e danifica vacinas

·2 minuto de leitura
Mulher ameaça profissional de saúde com faca após pai não poder se vacinar contra Covid, em Divinópolis de Goiás
Mulher ameaça profissional de saúde com faca após pai não poder se vacinar contra Covid, em Divinópolis de Goiás
  • Uma mulher foi flagrada ameaçando profissionais de saúde com uma faca em Divinópolis de Goiás (GO)

  • Após não conseguir vacinar o pai, ela partiu para cima de um dos servidores

  • Ela ainda derrubou uma caixa térmica onde estavam guardadas doses do imunizante

Uma mulher foi flagrada ameaçando profissionais de saúde com uma faca em Divinópolis de Goiás (GO). Após não conseguir vacinar o pai contra a Covid-19, ela partiu para cima de um dos servidores e derrubou uma caixa térmica onde estavam guardadas doses do imunizante.

Em vídeo divulgado pelo portal G1, é possível ouvir quando a mulher começa a questionar o motivo de o pai não poder ser vacinado. Em seguida, uma das profissionais responde que, na ocasião, somente está sendo aplicada a segunda dose e que, por isso, o idoso teria que voltar na próxima terça-feira (14).

Leia também

Sem máscara, a mulher começou a gritar e ameaçar os servidores. Em seguida, derrubou uma das caixas com a vacina. Um dos profissionais tentou impedi-la, quando ela sacou uma faca e o ameaçou novamente. Assustadas, as pessoas que estavam no local saíram correndo.

Moradores que estavam no posto de vacinação chamaram a Polícia Militar, que conseguiu prender a mulher em flagrante e a encaminhou para a Delegacia de Posse, responsável pelos atendimento durante o fim de semana. A delegada Lucilene Guimarães informou ao portal G1 que, até a noite de sábado, ela ainda não tinha advogado constituído.

"Ela também cometeu o crime de ameaça contra os funcionário públicos. Porém, esse é um crime condicionado à representação da vítima e hoje as vítimas não vieram na delegacia para fazer essa representação", afirmou a delegada ao portal G1.

De acordo com a Prefeitura de Divinópolis, cerca de 30 doses da vacina foram perdidas depois que a mulher jogou no chão a caixa onde elas estavam armazenadas. Segundo o município, o pai da investigada não pôde ser vacinado porque naquele momento apenas a segunda dose estava sendo aplicada no município.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos