Mulher chinesa morre após salvar bebê de deslizamento de terra em enchente

·2 minuto de leitura
Imagem de equipe de resgate salvando a bebê
Bebê resgatada 24 horas depois de ser soterrada na China após enchente

Uma mulher morreu após salvar seu bebê e jogá-la para um lugar seguro quando um deslizamento de terra e uma enchente atingiram sua casa na China, segundo equipes de resgate.

A menina foi resgatada com vida na quarta-feira (21/7), depois de mais de 24 horas enterrada sob os escombros.

Fortes chuvas provocaram o deslizamento de terra na vila de Wangzongdian, na província de Honã, no centro da China.

The British Broadcasting Corporation

A região sofreu grandes inundações por causa do recorde de chuvas, com pelo menos 51 mortos e quase 400 mil pessoas que tiveram de ser evacuadas de suas casas.

Imagens de equipes de resgate salvando o bebê viralizaram na China. A bebê deve ter cerca de três ou quatro meses de idade.

"Eu ouvi a voz do bebê e, naquele momento, a equipe de resgate tinha acabado de chegar e conseguido salvar a criança. Ela foi jogada para um lugar mais alto pela mãe", disse um membro da família identificado como Zhao ao Southern Metropolis Daily, um jornal de Guangzhou.

O bebê foi levado às pressas para o hospital e ficou ileso.

O corpo de sua mãe só foi encontrado no dia seguinte. Equipes de resgate disseram ao jornal Beijing Youth Daily que, quando descobriram seu corpo, ele estava congelado em uma posição que parecia que ela estava levantando algo.

"Justamente naquele momento crucial ela ergueu sua filha, e é por isso que a menina sobreviveu", disse a repórteres um socorrista chamado Yang.

As notícias locais não mencionaram o nome da mãe ou da criança.

A chuva e as inundações provocaram caos em toda a província na última semana. As estradas principais foram transformadas em rios, com carros, destroços e até pessoas arrastadas por fortes correntes de água.

Na capital da província de Honã, na cidade de Zhengzhou, pelo menos 12 pessoas morreram quando as enchentes inundaram uma linha subterrânea de metrô na noite de terça-feira (20/7). Os passageiros ficaram retidos no interior dos vagões por cerca de três horas com água na altura dos ombros.

Zhao disse que o trabalho de resgate tem sido difícil porque a ponte de acesso principal da vila remota foi varrida pelas enchentes. Muitas casas foram destruídas pelas enchentes e pela chuva, deixando os moradores vulneráveis.

"Wangzongdian tem muitos idosos e crianças, que têm uma capacidade muito limitada de se salvar", disse Zhao.

As equipes de resgate ainda estavam tentando encontrar sobreviventes em toda a extensa região, que abriga mais de 90 milhões de pessoas.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos