Mulher dá à luz durante voo na Índia

Nova Délhi, 19 jun (EFE).- Um bebê nascido a mais de 10 mil metros de altura depois que sua mãe entrou em trabalho de parto prematuramente em um voo da companhia aérea indiana Jet Airways no domingo ganhou como presente viagens para toda a vida.

"Sendo para a companhia aérea o primeiro bebê ao nascer durante um voo, a Jet Airways oferece ao recém-nascido passagens gratuitas por toda vida para todas as viagens com a companhia", anunciou a empresa em um comunicado divulgado nesta segunda-feira.

O fato aconteceu ontem em um voo que cobria a rota entre a cidade saudita de Dammam e a indiana de Cochim, ser que desse tempo de a aeronave pousar em Bombain, para onde foi desviada quando o comandante foi avisado sobre o ocorrido.

Quando a mulher entrou em trabalho de parto, a tripulação teve que recorrer à famosa chamada "tem algum médico a bordo?".

Por sorte, uma paramédica estava no avião e ajudou a realizar o parto, acompanhada por seis membros da tripulação.

A mulher deu à luz a um menino a 35 mil pés (10.668 metros), detalhou a companhia aérea, ao confirmar que ambos passam "bem" e foram encaminhados um hospital da capital financeira indiana após a aterrissagem.

O bebê, cuja identidade não foi revelada, desfrutará de viagens gratuitas com a companhia, com sede em Bombaim e que opera voos domésticos e internacionais a quase todos os continentes. EFE