Mulher disfarçada de enfermeira é presa tentando roubar recém-nascido de hospital em Curitiba

·2 minuto de leitura
Mulher disfarçou-se de enfermeira - Foto: Getty Images
Mulher disfarçou-se de enfermeira - Foto: Getty Images
  • Mulher foi presa quando tentava roubar bebê de um hospital na capital paranaense

  • Ela disfarçou-se de enfermeira e alegou que levaria a criança para realização de um exame

  • A criminosa alegou que venderia o recém-nascido para uma vizinha em Colombo

Uma mulher foi presa na última segunda-feira em Curitiba, após tentar roubar um bebê na maternidade do Hospital do Trabalhador. Ela foi parada na recepção, quando deixava o local com o recém-nascido. As informações são da TV RPC, afiliada da Globo na região.

De acordo com a Polícia Militar, a mulher tem 23 anos e foi detida por volta das 18 horas. Ela foi levada para a Casa de Flagrantes de Curitiba, onde prestou depoimento.

Leia também

A criminosa, que não teve a identidade revelada, entrou no hospital disfarçada de enfermeira e conseguiu chegar até a maternidade. Ela entrou no quarto, onde estava a mãe com o recém-nascido, e afirmou que levaria a criança para fazer um exame.

Com o bebê no colo, a mulher tentou sair por uma das entradas do hospital, mas levantou suspeita porque não utilizava a pulseira de paciente. Um segurança a parou e, na sequência, a polícia foi chamada.

Caso aconteceu no Hospital do Trabalhador, em Curitiba - Foto: Agência de Notícias do Paraná
Caso aconteceu no Hospital do Trabalhador, em Curitiba - Foto: Agência de Notícias do Paraná

Inicialmente, a suspeita afirmou que sofrera um aborto e, por isso, tentou roubar a criança. Depois, porém, alegou que pegou o bebê para vendê-lo a uma vizinha em Colombo, Região Metropolitana de Curitiba.

A polícia agora investiga quem é a suposta compradora do recém-nascido.

Hospital se manifesta

Em nota, o Hospital dos Trabalhadores explicou que a criança portava a pulseira de identificação, ao contrário da mulher, e considerou que o sistema de segurança foi “efetivo” ao impedir o crime.

"Reiteramos que os procedimentos de segurança adotados no Hospital foram efetivos bloqueando a tentativa deste crime. Importante registrar que a Maternidade do Hospital do Trabalhador possui 27 anos de funcionamento sem nenhuma ocorrência desta natureza, demonstrando a qualidade dos seus protocolos de segurança", diz a nota.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos