Mulher é banida de zoológico após manter “caso” com chimpanzé por quatro anos

·1 minuto de leitura
Mulher afirmou que desenvolveu um caso com chimpanzé - Foto: Getty Images
Mulher afirmou que desenvolveu um caso com chimpanzé - Foto: Getty Images
  • Adie Timmermans foi proibida de entrar no Zoológico Antuérpia, na Bélgica

  • A mulher explicou que mantinha um "caso" com o chimpanzé Chita pelos últimos quatro anos

  • O "relacionamento", porém, vinha prejudicando o animal

Uma mulher foi proibida de entrar em um zoológico na Bélgica. O motivo: ela desenvolveu um relacionamento com um chimpanzé que vive no local.

Adie Timmermans afirmou que tem um “caso” com o animal do Zoológico Antuérpia e declarou todo seu amor por Chita.

Leia também:

“Eu amo aquele animal, e ele me ama. Eu não tenho mais nada. Por que eles querem tirar isso de mim?”, questionou, segundo a revista People. “Estamos tendo um caso, vou dizer apenas isso.”

Chita vive no zoológico há 30 anos. Nos últimos quatro, foi visitado semanalmente por Timmermans. Os dois eram vistos constantemente acenando e mandando beijos um para o outro.

Chita vinha sendo ignorado pelos outros chimpanzés (Alejandro Martinez Velez/Europa Press via Getty Images)
Chita vinha sendo ignorado pelos outros chimpanzés (Alejandro Martinez Velez/Europa Press via Getty Images)

Chimpanzé foi "ignorado" pelos outros animais

Segundo os responsáveis pelo zoológico, porém, o “caso” estava prejudicando o relacionamento de Chita com os outros chimpanzés, que ignoravam o animal e o excluíam do grupo.

“Ele (Chita) acaba ficando sozinho fora das horas de visitação”, explicou um porta-voz do zoológico. “Um animal que é muito focado em pessoas é menos respeitado por seus pares. Queremos que Chita seja um chimpanzé o máximo possível.”

Apesar da explicação, Timmermans reclamou da decisão de bani-la e considerou que a direção do zoológico foi “injusta”. “Dezenas de outros visitantes podem fazer contato. Então, por que não eu?”, questionou.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos