Mulher é esfaqueada sete vezes por cobrar dívida de um amigo

Mulher achou que receberia dinheiro devido, mas foi esfaqueada (Foto: Getty Images)
Mulher achou que receberia dinheiro devido, mas foi esfaqueada (Foto: Getty Images)

Uma mulher de 24 anos foi esfaqueada sete vezes depois de cobrar o dinheiro que um amigo lhe devia. A estudante da Universidade de Brasília (UnB) foi ao encontro do rapaz, de 18, e estava com ele em um carro na noite da última segunda-feira (24), quando foi atingida com uma faca.

Segundo informações do portal g1, os dois se encontraram sob a justificativa de que o homem pagaria os valores devidos.

“Não 'tô' conseguindo dormir. É momento de pânico. Todo momento vem a imagem dele na minha cabeça, de todos os golpes, de tudo”, relatou a vítima, em entrevista à TV Globo.

A mulher relatou que o rapaz foi responsável por uma negociação para vender o carro dela. Apesar de o veículo ter sido vendido, ele não repassou o valor integral. Por isso, a vítima passou a cobrar o dinheiro.

Depois de quatro meses cobrando o valor, o homem disse que pagaria. Eles combinaram um encontro, supostamente para que ele desse o dinheiro. Ela iria com ele até um local onde ele pegaria o dinheiro e, dentro do carro, o suspeito pegou uma faca e a esfaqueou.

Segundo informações da TV Globo, o homem achou que a vítima tinha morrido e, então, deixou a mulher e fugiu com o carro dela. Ela foi socorrida e teve alta na última quarta-feira (28).

“Diante do ocorrido, veio também a sensação de traição, né? Porque de uma pessoa próxima a você, você jamais esperaria. Eu, no meu caso, jamais esperaria que isso pudesse acontecer”, declarou.

Na quarta-feira (27), ela fez exames no Instituto Médico Legal, enquanto o suspeito passava pela audiência de custódia. A decisão foi pela soltura dele. A defesa da mulher deve recorrer.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos