Mulher e filha chinesas são resgatadas de cárcere privado em apartamento na Zona Sul do Rio

Uma mulher e filha chinesas mantidas em cárcere privado em um imóvel na Zona Sul do Rio foram resgatadas na última quinta-feira (30), por policiais civis da Delegacia Antissequestro (DAS). O resgate aconteceu no início da tarde daquele dia, após os agentes receberem informações do Disque Denúncia. A chinesa Y. F. e sua filha, menor de idade, foram encontradas em um apartamento na Av. Epitácio Pessoa, na Lagoa. O autor do cárcere foi preso em flagrante e responderá pelos crimes de sequestro ou cárcere privado e supressão de documentos.

Leia também:

De acordo com os agentes, já na chegada ao apartamento, com a entrada no prédio liberada pelo porteiro, eles foram recebidos aos prantos pela chinesa. Além dela e da filha, estava presente F. A. C. B., atual companheiro da vítima e apontado por ela como autor das agressões e do cárcere privado relatados na denúncia.

Aos policiais, o acusado negou os fatos e alegou que mantinha a companheira o tempo todo dentro do apartamento para protegê-la. Diante das circunstâncias, todos foram conduzidos até a especializada e apresentados à autoridade policial para as medidas cabíveis ao caso concreto.

As vítimas foram assistidas por um advogado enviado pelo Consulado Chinês. De acordo com a polícia, todas as medidas técnicas foram tomadas para garantia e preservação dos direitos dos envolvidos.

O Disque Denúncia recebe todo e qualquer tipo de informações sobre violência doméstica em seus canais de atendimento (21 2253-1177), WhatsApp (21 99973-1177) e pelo aplicativo Disque Denúncia RJ. O anonimato é garantido.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos