Mulher é morta a facadas na festa do próprio aniversário no RN; marido é único suspeito

Redação Notícias
·2 minuto de leitura
Lorena foi assassinada quando deixava a festa de seu aniversário - Foto: Arquivo Pessoal
Lorena foi assassinada quando deixava a festa de seu aniversário - Foto: Arquivo Pessoal
  • Lorena comemorava seu aniversário em um clube-fazenda na cidade de Taipu

  • A confusão teria começado após a aniversariante dançar com o primo do marido

  • Segundo relatos, Neilson atacou a própria mulher quando ela deixava o local

Uma mulher foi morta a facadas quando comemorava o próprio aniversário no Rio Grande do Norte. Lorena Patrícia da Silva, de apenas 25 anos, teria sido vítima de um ataque do marido, que está foragido.

Leia também

O caso aconteceu no último sábado na cidade de Taipu, a pouco mais de 57 km de Natal. Lorena comemorava o aniversário em um clube-fazenda quando Neilson Coutinho Alves, de 29 anos, teve uma crise de ciúmes.

"Ele ficou doido quando viu ela dançando com um primo dele. Nada a ver. Não estava acontecendo nada demais. Mas ele partiu para cima", disse ao UOL uma testemunha, que pediu para não ser identificada.

A mulher teria sido vítima do ciúme do próprio marido - Foto: Reprodução/Redes Sociais
A mulher teria sido vítima do ciúme do próprio marido - Foto: Reprodução/Redes Sociais

Segundo relatos, Neilson revoltou-se ao ver Lorena dançando de biquíni e deu início à confusão. Após um longo bate-boca, a festa precisou ser encerrada.

A aniversariante e sua irmã deixavam o local a pé quando foram surpreendidas pelo ataque de Neilson. Lorena não resistiu aos ferimentos e morreu no local. A irmã também ficou machucada, mas foi encaminhada a um hospital.

Marido fugiu e está sendo procurado

O caso está sendo investigado pela Polícia Civil, mas Neilson é considerado o único culpado. Após o ataque, ele fugiu em um carro Palio, na cor branca, e não foi mais encontrado.

“Lorena saiu com a irmã, mas Neilson foi atrás. Foi uma coisa monstruosa. Ela estava feliz, com a família junto, os amigos... Ela só estava comemorando", declarou a testemunha ao UOL.