Mulher é presa por tossir em paciente com câncer nos EUA

·1 minuto de leitura
Debra Hunter tossiu em uma mulher com tumor no cérebro em uma loja na Flórida (EUA)
Debra Hunter tossiu em uma mulher com tumor no cérebro em uma loja na Flórida (EUA)

Uma mulher foi condenada à prisão por tossir no rosto da cliente de uma loja na Flórida (EUA). O caso ocorreu em junho de 2020, durante a pandemia de coronavírus, e teve a sentença proferida na última quinta-feira (8).

A agressora, Debra Hunter, foi condenada a 30 dias de prisão e pagamento de US$ 500 (aproximadamente R$ 2.800,00) à vítima, Heather Sprague, que faz tratamento contra um tumor cerebral. Ela fez teste para saber se havia contraído a Covid-19, porém o resultado foi negativo.

Leia também

No julgamento, Hunter mostrou como o episódio a afetou. "Vejo meus filhos abaixarem a cabeça e virarem na direção oposta para que não sejam reconhecidos ou abordados", disse. "E eu sei exatamente o que eles estão sentindo porque eu faço a mesma coisa". O juiz, porém, considerou que ela não mostrou arrependimento.

Sprague lembrou o que Hunter disse antes de tossir em seu rosto: "Acho que vou chegar bem perto de você e tossir sobre você, que tal isso?".

Além da prisão e da multa, Hunter terá de cumprir seis meses de liberdade condicional, participar de uma avaliação de saúde mental e arcar com o custo do teste de Covid-19 que Sprague precisou fazer.