Mulher escapa por centímetros de ser prensada por carro desgovernado em SP: 'Foi um livramento'

Redação Notícias
·1 minuto de leitura
"Eu estava indo ao banco para fazer prova de vida do benefício que eu recebo de pensão por morte", afirma Beatriz (Foto: Arquivo pessoal/Reprodução)
"Eu estava indo ao banco para fazer prova de vida do benefício que eu recebo de pensão por morte", afirma Beatriz (Foto: Arquivo pessoal/Reprodução)

A comerciante Beatriz da Rocha Almeida, de 55 anos, escapou por centímetros de ser prensada por um carro desgovernado em Porto Feliz, no interior de São Paulo, na quarta-feira (14). Ao G1, ela explicou que estava a caminho de uma agência bancária para realizar prova de vida para a pensão devido à morte do marido.

"Por ironia do destino, eu estava indo ao banco para fazer prova de vida do benefício que eu recebo de pensão por morte”, contou ao jornal.

Em um vídeo do momento da batida que circula pelas redes sociais, é possível ver um carro desgovernado, aparentemente sem freio, atravessando a avenida e colidindo com uma parede a poucos centímetros de Beatriz.

Leia também

“Foi um livramento. Naquele momento, não veio nada na cabeça. Pouco antes [do acidente] eu me lembrei de outro acidente, naquele mesmo lugar, quando eu caí de um carro há 10 anos. Eu estava no carro de um ex-namorado e a porta do carro abriu. Caí no asfalto e me machuquei toda”, relatou Beatriz.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, o motorista e uma mulher que estava no banco do passageiro tiveram ferimentos leves.

O condutor esperou no local até a chegada do resgate. O homem e a esposa, que estava no veículo, tiveram ferimentos leves no rosto e passaram por atendimento na Santa Casa. A Guarda Civil Municipal prestou apoio no acidente.