Mulher grávida é agredida por marido e tenta se atirar da janela de apartamento; rapaz foi preso

·2 minuto de leitura
  • Homem foi filmado agredindo a esposa grávida de três meses em Duque de Caxias-RJ

  • Mulher relatou que os ataques eram antigos e que tentou se atirar da janela para fugir

  • O agressor foi preso e disse à polícia que o episódio foi "apenas uma briga de casal"

Um homem foi preso na última terça-feira em Duque de Caxias, no Rio de Janeiro, acusado de agredir a esposa grávida de três meses. Os momentos de desespero de Maria José, de 35 anos, foram filmados por vizinhos.

As imagens mostram o momento em que o soldador e motorista de aplicativo Vitor Batista, de 32 anos, encurrala a mulher próximo a uma janela e parece enforcá-la.

Leia também

Xingado pelos vizinhos, o rapaz percebe que está sendo filmado e, por isso, puxa Maria José para dentro do apartamento, antes de fechar a janela.

Em um segundo vídeo, gravado no mesmo dia, a mulher tenta pular do segundo andar para se livrar do agressor, mas Vitor a segura e afasta do parapeito.

Marido foi filmado agredindo a esposa grávida - Foto: Reprodução
Marido foi filmado agredindo a esposa grávida - Foto: Reprodução

As filmagens dos vizinhos foram apresentadas à polícia na abordagem, o que foi fundamental para a prisão do agressor. “Talvez se os vizinhos não tivessem denunciado, filmando, a vítima não teria sobrevivido”, declarou a delegada Fernanda Fernandes, da Delegacia de Atendimento à Mulher, à TV Globo.

Detido e levado para prestar esclarecimento, Vitor alegou que o episódio foi “apenas uma briga de casal”.

Agressões eram antigas

À polícia, Maria José relatou que as agressões vinham acontecendo desde o início da relação de dois anos com Vitor. Em maio, ela já havia tentado se atirar da janela do apartamento para escapar do rapaz.

“Ele tinha ciúme e era muito possessivo, não me deixava ir para rua, só para o trabalho. Inclusive, perdi meu emprego. No que ele me agredia, eu ficava marcada e não podia trabalhar. Eu inventava desculpas, porque eu ficava dentro de casa”, contou à TV Globo.

Na segunda-feira (13), a mulher chegou a atirar um bilhete com pedido de ajuda pela janela. Vitor viu e a ameaçou de morte.

“Ela disse que já vinha sofrendo agressões durante a semana, mas que ontem ele teria agredido o filho dela e começou uma discussão. Hoje essa discussão continuou e o autor agrediu ela novamente. Ela tentou se jogar da novamente da janela para fugir dessas agressões”, relatou Fernanda.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos