Mulher mantida em cárcere por 17 anos com os filhos agradece apoio

Mulher foi mantida em cárcere por 17 anos com os filhos
Mulher foi mantida em cárcere por 17 anos com os filhos

A mulher que foi resgatada com seus dois filhos após passar 17 anos em cárcere privado, agradeceu o apoio que tem recebido de amigos e parentes e cita que os filhos estão podendo ‘dormir em cama que nunca tiveram’.

O vídeo com a declaração e agradecimento da mulher foi publicado nesta terça-feira (2) pelo jornal Extra.

A vítima e os filhos, uma moça de 22 anos e um rapaz de 19 que viviam acorrentados desde crianças, estão temporariamente hospedados na casa da irmã. Após ter vivido o drama por 17 anos, sendo mantida presa pelo próprio marido, Luiz Antônio Santos Silva, de 49 anos.

A família era mantida em Guaratiba, zona oeste do Rio, em uma casa insalubre. De acordo com a mãe dos jovens, eles ficavam amarrados e passavam até três dias sem se alimentar.

“Ele batia, xingava, deixava a gente sem comer, sem água…Graças a Deus eu consegui pedir ajuda para uma vizinha minha, passei o contato da minha irmã, aí fizeram uma denúncia anônima. Os policiais prenderam ele e me levaram para o hospital. Fui muito bem tratada pelos enfermeiros. Eu e meus filhos”, descreveu a vítima.

Luiz Antônio foi preso em flagrante, que foi convertida em preventiva. Ele deve responder por cárcere privado, maus-tratos e tortura.

A mulher cita no vídeo que os filhos por conta de toda a mudança ainda estão agitados, no entanto, atualmente eles desfrutam de uma cama, a qual nunca tiveram antes.

“Hoje meus filhos estão dormindo na cama, que eles não tinham. Estão conseguindo dormir. Está tudo bem. Graças a Deus. Eles ainda estão um pouco agitados porque para eles é tudo novo, mas se Deus quiser vai dar tudo certo e vai melhorar”.

Durante o relacionamento que durou 23 anos, ela relatou em depoimento à polícia que sempre foi agredida "fisicamente e psicologicamente" e que Luiz Antônio é "extremamente agressivo e violento" e que ele sempre lhe dizia “você tem que ficar comigo até o fim. Se você for embora, só sai daqui morta”.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos