Mulher morre após incêndio causado por narguilé em SC

Mulher morreu após incêndio na própria residência - Foto: Reprodução/Redes Sociais
Mulher morreu após incêndio na própria residência - Foto: Reprodução/Redes Sociais
  • Mulher morreu após incêndio na própria residência na cidade de Brusque, Santa Catarina

  • Foram 40 dias de internação, mas ela não resistiu aos ferimentos

  • Incêndio foi causado por um narguilé sobre o sofá da sala

Uma mulher de 27 anos morreu em Santa Catarina, na última terça-feira (16), após não resistir a ferimentos causados por um incêndio na casa em que vivia.

De acordo com informações do g1, a vítima foi identificada como Andreza de Souza e teve 80% do corpo queimado. Ela ficou 40 dias internada até ter o óbito confirmado.

Filha da vítima, uma bebê de apenas 1 ano também estava na residência, ficou ferida, mas recebeu alta na semana passada, após cerca de um mês de internação.

O incêndio aconteceu no dia 2 de julho, por volta da 1h40. Vizinhos notaram o fogo vindo da casa de Andreza e conseguiram arrombar a porta para entrar. Eles resgataram a bebê e a levaram para um hospital.

Andreza só foi resgatada momentos mais tarde, após a chegada dos bombeiros, que a encontraram no pátio da casa com ferimentos no rosto, pescoço, tórax, abdômen, braços e pernas.

A vítima foi encaminhada ao Hospital Azambuja, em Brusque, mas, posteriormente, precisou ser levada ao Hospital Municipal São José, em Joinville, onde faleceu.

A bebê teve 36% do corpo queimado e está sob os cuidados do pai, que estava trabalhando na madrugada do incêndio e, por isso, não se feriu.

Perícia determina causa

A perícia constatou que o incêndio começou na sala de TV da casa de Andreza, onde havia um narguilé sobre o sofá. A suspeita é de que um dos carvões sobre o objeto tenha caído e entrado em contato com o estofado.

O fogo rapidamente espalhou-se por toda a casa. Como Andreza estava dormindo, demorou para que ela tentasse escapar do incêndio.