Mulher morre após ser torturada durante dois dias pelo namorado

Imagem meramente ilustrativa (Pixabay)

Um homem foi preso suspeito de agredir até a morte a companheira em Miracatu, no interior paulista. O crime ocorreu na terça-feira (6).

A mulher foi identificada como Leonice Pinto Oliveira, de 34 anos. Segundo informações do G1, o casal, que estava junto há três anos, brigava constantemente por causa de bebida e ciúmes.

Policiais encontraram a mulher desfigurada e morta no chão da casa com vários hematomas e cortes pelo corpo, possivelmente decorrente de facadas.

Eliomar Jesus do Nascimento, de 30 anos, fugiu e foi encontrado em São Paulo. Ele também é suspeito de ter registrado em fotos algumas das agressões sofridas pela vítima enquanto era mantida presa – a polícia acredita que a violência começou no domingo (4).

O suspeito confirmou as brigas com a então companheira e disse que as agressões eram mútuas. Ele alegou que a namorada ainda estava viva quando ele saiu de casa.

Nascimento foi indiciado por homicídio, além de motivo fútil, tortura e meios que dificultaram a defesa da vítima. A polícia acredita que Leonice tenha morrido por hemorragia interna após violência doméstica, mas aguarda o laudo pericial.