Mulher morre após ser espancada em bar na Grande São Paulo

Redação Notícias
Agressor já foi identificado e é procurado pela polícia. (Foto: Reprodução/G1)
Agressor já foi identificado e é procurado pela polícia. (Foto: Reprodução/G1)

RESUMO DA NOTÍCIA

  • Agressor fugiu após dar socos e chutes na vítima, mas a agressão foi captada por câmera de segurança

  • Caso foi registrado como feminicídio e suspeito, já identificado, é procurado pela polícia

Maria Salvadora Dias de Oliveira, de 37 anos, morreu na madrugada do último domingo (1), após ser espancada em um bar em Barueri, na Grande São Paulo. Uma câmera de segurança gravou o momento em que o agressor dá socos e chutes nela durante uma discussão.

O assassino fugiu em um carro, mas já foi identificado e é procurado pela polícia. Seu nome não foi divulgado, mas quem tiver informações sobre o seu paradeiro pode telefonar para o Disque-Denúncia, no número 181. Não é preciso se identificar.

Leia também

O caso foi registrado como feminicídio na Delegacia Central de Barueri. O feminicídio é um qualificador do homicídio; a pena é aumentada quando o assassinato é marcado pela disparidade entre os gêneros masculino e feminino.

A investigação da polícia aponta que o homem já havia se relacionado com Maria Salvadora. O vídeo mostra os dois discutindo no bar, quando a mulher coloca as duas mãos no pescoço do homem. Ele, então, dá um tapa que a derruba no chão. Ela tenta se levantar, mas ele começa a agredi-la com socos e chutes.

A vítima chegou a ser levada para o pronto-socorro, mas chegou ao local sem vida.