Mulher pega 14 anos de prisão por queimar namorado com ácido, após achar que foi traída

·2 min de leitura
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução
  • Infidelidade, no entanto, não ocorreu

  • Ataque ocorreu em 2019

  • Homem precisou passar por diversas cirurgias e ficou com cicatrizes

Um homem teve o rosto queimado com ácido sulfúrico pela namorada enquanto dormia. A mulher, que se enganou ao acreditar que o companheiro a havia traído, foi condenada a 14 anos de prisão na semana passada em Wembley, na Inglaterra.

A jovem originária de Gana Esther Afrifa, de 28 anos, adquiriu um litro de ácido sulfúrico pela internet e jogou em seu namorado Kelvin Pogo, de 29 anos, enquanto ele dormia na casa em que viviam juntos. Ela tentou primeiro, na noite anterior, fazer com que Kelvin bebesse o ácido de uma garrafa.

O julgamento de Esther ocorreu na semana passada, mas o crime foi cometido na madruga do dia 22 de dezembro de 2019, segundo o tribunal de Harrow Crown.

"Cada dia em que acordo é como o dia em que ela me atacou. É como se o tempo tivesse parado. Toda vez que alguém bate à porta, fico com medo de que alguém me machuque. Ela costumava ser meu mundo e ela fez isso comigo. Eu simplesmente não consigo entender isso", disse Kelvin ao jornal Evening Standard.

No momento do ataque, Kelvin não percebeu quem era o autor e pediu que Esther chamasse a polícia. Ela fingiu ligar para as autoridades, antes de impedir que um amigo que estava presente chamasse o número de emergência local. Ela chegou até a cancelar um táxi que iria levar o namorado para o hospital.

A namorada não parou por aí. Enquanto Kelvin estava deitado no sofá, esperando para receber cuidados médicos, ela derramou mais ácido em seu rosto e em seu corpo. Foi nesse momento que ele percebeu que ela era a autora do ataque.

A vítima correu para a rua, gritando por socorro e foi ajudado por policiais próximo à Estação Central Wembley. Ele apresentava queimaduras graves nos olhos, cabeça, rosto e parte superior do corpo. Pogo precisou passar por diversas cirurgias ao longo de meses e não corre riscos, permanecendo apenas com as cicatrizes.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos