Mulher do presidente da Comlurb é baleada ao entrar por engano em comunidade do Rio

·1 min de leitura

Rio - A dentista e tenente-coronel do Corpo de Bombeiros Renata de Carvalho Gil Lopes, mulher do diretor-presidente da Comlurb Flavio Lopes, foi baleada, na tarde desta quarta-feira, em Bonsucesso, na Zona Norte do Rio. Ela estava dirigindo pela Avenida Brasil, seguindo em direção a Barra da Tijuca, quando perdeu a entrada da Linha Amarela e acabou entrando, seguindo orientações de um aplicativo, na Vila do João e tendo o carro alvejado por pelo menos dez tiros. Ferida no tórax e no pescoço, a moça conseguiu seguir até o Hospital Vitória, onde foi atendida.

Ao entrar na comunidade e se deparar com os criminosos, Renata saiu do veículo com as mãos para o alto e os avisou que estava pedida e estava por engano no local. Mesmo baleada, ela assumiu novamente a direção e dirigiu por pelo menos mais 20 quilômetros até a unidade de saúde. Na emergência, ela passou por exames, como uma tomografia e não corre risco.

Policiais militares do 31o BPM (Recreio dos Bandeirantes) foram acionados. O caso foi registrado na 16a DP (Barra da Tijuca), mas deve ser investigado pela 21a DP (Bonsucesso). Agentes das duas delegacias fazem diligências para apurar a autoria do crime.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos