Mulher que sofreu queimaduras na Glória jogou álcool nos braços enquanto limpava cachimbo com crack

·1 min de leitura

RIO - Em depoimento a policiais da 9ª DP (Catete), a mulher em situação de rua Tatiane da Silva Barros, de 41 anos, que se queimou depois de jogar álcool nos braços após fumar crack com o companheiro Rogério Tenório da Silva Lima, de 36 anos, na Praça Luís de Camões, na Glória, disse que "colocou certa quantidade de álcool sobre o corpo e que não queria mais viver fazendo uso de drogas", e que o acidente aconteceu enquanto ela limpava o cachimbo de crack.

Segundo Tatiane, ela e o companheiro discutiram, e quando foi limpar o cachimbo, sua mão começou a pegar fogo, que logo se alastrou pelo seu corpo. Tatiane disse ainda que Rogério tentou abafar as chamas com roupas, mas que não adiantou, e que ela chegou a se jogar em uma poça de água da chuva antes da chegada do SAMU. O depoimento foi colhido na última sexta-feira no Hospital Municipal Souza Aguiar para onde ela foi transferida depois de receber o primeiro atendimento no Hospital Municipal Miguel Couto.

De acordo com o registro de ocorrência feito na 9ª DP, os bombeiros foram acionados para uma "possível ocorrência de briga de casal" na Rua do Russel. Ao chegarem no local, encontraram Tatiane com os braços machucados e foram informados por ela que havia jogado álcool, sem saber explicar os motivos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos