Mulher sente dor nas costas e descobre condição rara que faz os seios aumentarem de tamanho

Uma mulher australiana de 31 anos procurou ajuda médica após sentir fortes dores nas costas, pescoço e ombros. Ela descobriu que tem uma condição rara que faz seus seios crescerem sem parar chamada de gigantomastia. Segundo ela, seus peitos cresceram mais de 30 centímetros em um ano.

Pamelia James, 27 anos, diz que notou o crescimento quando o sutiã que ela mais usava não cabia mais. Um médico disse que as dores que ela sentia poderia ser devido aos seios e a encaminhou para uma ajuda especializada, quando a jovem foi diagnosticada com gigantomastia, também chamada de hipertrofia mamária ou macromastia.

A condição é benigna, mas pode causar dores debilitantes nas mamas, costas, pescoço, pernas e ombros. Há pelo menos 15 anos, foram contabilizados menos de 110 casos da doença na literatura médica.

“No começo foi divertido e interessante ver o quanto eles estavam crescendo, mas recentemente comecei a ficar desconfortável e me pego desejando ter seios de tamanho normal. É muito desconfortável - eles são muito pesados e posso sentir muita dor”, afirma James. “Eu me sinto muito constrangida quando saio em público. Se uso algo apertado no peito, percebo que as mulheres me olham. Luto para encontrar roupas que caibam no meu busto e acabo usando apenas camisetas grandes”, conclui.

Acredita-se que a gigantomastia seja causada por uma série de fatores, incluindo alterações hormonais, medicamentos e doenças autoimunes. James também foi diagnosticada com síndrome do ovário policístico, alteração hormonal comum caracterizada por alterações nos níveis de hormônios circulantes no sangue, o que acaba por favorecer a formação de diversos cistos no ovário, levando ao surgimento de sintomas como menstruação irregular e dificuldade para engravidar. A jovem está fazendo exames para ver se as duas condições podem estar relacionadas.

Sabendo dos riscos de engravidar, a jovem, que já é mãe de um menino de sete anos, quer tentar a maternidade mais uma vez antes de fazer qualquer cirurgia. James afirma que sua melhor opção até o momento é fazer uma cirurgia plástica de redução da mama.

“Gostaria que as pessoas pesquisassem antes de dar uma opinião sobre minha aparência. É desconfortável e não é fácil ter gigantomastia”, diz.