Mulher sofre infarto e morre ao ver pitbull correr atrás de seu filho, na Argentina

Um cachorro da raça pitbull apavorou os moradores de Bahía Blanca, a 630 quilômetros de Buenos Aires, na Argentina. Violento, o animal fugiu de casa, mordeu um outro cão e começou a correr atrás do filho de Noelia Morán que, ao ver a cena, teve uma parada cardíaca. Segundo uma familiar, a mulher "morreu de susto".

Nasceu no meio do show: Mettalica manda mimos para bebê que veio ao mundo durante apresentação da banda em Curitiba

Samuel Eto'o: Ex-jogador camaronês admite culpa e é condenado por fraude fiscal na Espanha

Veja fotos: Modelo trans brasileira vai usar traje de Nossa Senhora Aparecida no Miss Universo

De acordo com a família da vítima, ele saiu para entregar um recado no bairro Aerotalleres, onde mora. A um quarteirão de casa, o filho viu o cão fugindo. Nesse momento, depois de morder outro cachorro, o pitbull começou a perseguir o filho de Noelia.

Ao chegar na porta de casa, o pitbull tentou entrar na residência, mas os familiares tentaram espantar o cachorro dali:

— O animal estava fora de si, queria entrar (na casa). Todos com vassouras (em mãos) tentavam impedir que ele entrasse, até que pudessem deixá-lo do lado de fora — relatou Betty ao jornal local La Nacion, que completa falando que Noelia Morán "morreu de susto", como definiu.

— A minha sogra desmaiou, falecendo no momento da parada cardíaca — disse.

Esclerose múltipla: Além da atriz Guta Stresser, conheça outros famosos diagnosticados com a doença

Segundo familiares, ela tinha pressão alta e não pôde ser reanimada pela equipe de resgate.

— Queremos denunciar porque vai acontecer de novo e outra pessoa vai ser atacada. É uma loucura o que aconteceu. É uma casa onde moram muitas pessoas, principalmente meninos — concluiu Betty.

Ao La Brújula 24, o tutor do animal — identificado como David — disse que está muito magoado com a situação e que está em contato com a família da vítima. Segundo ele, Noelia era mãe da melhor amiga de seus filhos.

David afirmou que logo que soube do ocorrido foi até o local e, mesmo com familiares "muito nervosos", reiterou que o cachorro não atacou ninguém.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos