Mulher tem couro cabeludo arrancado por uma broca e o recupera totalmente em cirurgia rara

Uma mulher de pouco mais de 60 anos precisou passar por uma cirurgia complexa de emergência para recolocar o couro cabeludo que havia sido arrancado por completo por uma broca depois de seu cabelo ficar preso em uma furadeira de coluna. A “avulsão total do couro cabeludo”, como a lesão é descrita em um relato do caso, é incrivelmente rara e os autores acreditam que esta seja uma das maiores já reimplantadas com sucesso.

Logo após o acidente, uma ambulância foi chamada e os paramédicos embalaram o couro cabeludo com cuidado o mantendo frio para reduzir o metabolismo enquanto a paciente era levada para um centro de trauma. Além do couro cabeludo, cabelos e sobrancelhas da mulher também foram rasgados no acidente.

O exame de tomografia computadorizada confirmou que não havia sinais de sangramento intracraniano ou fraturas, e então ela foi transferida para uma sala de cirurgia plástica onde o couro cabeludo foi preparado para a cirurgia: o cabelo foi cortado curto e os corpos estranhos removidos. Em seguida, foi recolocado em uma cirurgia complexa, que envolveu a reconexão de três vasos sanguíneos cortados – uma artéria e duas veias – para restaurar o fluxo sanguíneo.

Segundo os cientistas, a mulher, após a cirurgia, teve uma “recuperação muito bem-sucedida". O couro cabeludo reimplantado era bem vascularizado (suprido de vasos sanguíneos) e não havia morte tecidual ou infecção, exceto necrose parcial da orelha esquerda. Seis meses depois, o cabelo da paciente voltou a crescer sem evidências de alopecia e ela também recuperou a sensação no couro cabeludo, além de conseguir levantar parcialmente as sobrancelhas.

“Ela disse que estava sentindo progresso semana após semana e estava muito positiva sobre o avanço. Queremos compartilhar nossa experiência devido à complexidade e raridade desse tipo de trauma. Nosso objetivo com este artigo é compartilhar nossa experiência e, assim, fornecer informações que possam ajudar outras pessoas se forem apresentadas a um caso semelhante”, afirmaram os autores do estudo.

As avulsões totais do couro cabeludo são tão raras que há muito pouco na literatura sobre elas, não havendo atualmente um consenso oficial sobre seu tratamento.