Mulher trans é morta a tiros em bar de Caeté, Região Metropolitana de BH

·2 min de leitura
Transgender flag in the LGTB Pride Parade in Valencia ( spain
O país registrou 140 assassinatos de pessoas trans em 2021. Foto: Getty Images.

Uma mulher trans foi morta a tiros em um bar na cidade de Caeté, Região Metropolitana de Belo Horizonte. Ela foi ferida nas costas, pescoço, peito, braços e nádegas, e o autor dos disparos ainda é procurado pela Polícia Militar (PM).

Identificada como Kelly Keyze, de 32 anos, pela Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG), a mulher estava em um bar acompanhada por outros homens quando sofreu os disparos.

Segundo a PM, o suspeito de aproximadamente 19 anos, saiu de um matagal em frente ao estabelecimento e efetuou 11 disparos contra a vítima, atingindo o pescoço, as costas, peito, nádegas e o braço. A motivação do crime não foi informada, porque a ocorrência ainda não foi finalizada.

De acordo com informações do portal Metrópoles, a Polícia Civil informou que a perícia criminal foi ao local do crime para identificar e coletar vestígios para a investigação do assassinato. E um investigador também esteve no local para fazer os primeiros levantamentos.

Aumento no número de assassinatos

Segundo a Agência Brasil, o país registrou 140 assassinatos de pessoas trans em 2021. O número está acima da média desde 2008, com 123,8 homicídios anuais de pessoas pertencentes ao grupo.

O estudo foi realizado pela Associação Nacional de Travestis e Transexuais (Antra) com apoio das universidades como a Estadual do Rio de Janeiro (Uerj), Federal de São Paulo (Inifesp) e a Federal de Minas Gerais (UFMG).

Os perfis das vítimas não puderam ser completamente traçados. Mas, dos assassinatos com informações sobre a idade - 100 casos -, 53% tinham entre 18 e 29 anos; 28% entre 30 e 39 anos; 10% entre 40 e 49 anos; 5% entre 13 e 17 anos e 3% entre 50 e 59 anos. Quanto à raça, 81% das vítimas se identificavam como pretas ou pardas, enquanto 19% eram brancas.

As principais vítimas foram as profissionais do sexo - 78% das pessoas mortas identificadas na pesquisa.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos