Mulher vítima de violência doméstica liga para PM e "pede pizza"

·2 minuto de leitura
Suspeito de violência doméstica conseguiu fugir em Andradina (interior de São Paulo)
Suspeito de violência doméstica conseguiu fugir em Andradina (interior de São Paulo)
  • Uma mulher vítima de violência doméstica ligou para a polícia e "pediu uma pizza"

  • O atendente percebeu que não se tratava de um trote e que a mulher estava disfarçando por medo

  • O suspeito conseguiu fugir quando a viatura chegou ao local da ocorrência, em Andradina (SP)

Uma moradora de Andradina (interior de São Paulo) que estava sendo vítima de violência doméstica conseguiu pedir socorro para a Polícia Militar ligando para o 190 e afirmando que queria "uma pizza".

Durante a ligação à central da PM, na última terça-feira (25), o atendente percebeu pela insistência da mulher que não se tratava de um trote, mas sim de um pedido de socorro e encaminhou uma equipe.

Leia também

"Boa noite, tem como vocês entregarem uma pizza, fazendo o favor?", disse a vítima. "A senhora está ligando para a Polícia Militar", respondeu o atendente. "Eu sei. Andradina", falou ela. "Qual o seu nome?", perguntou o agente. A vítima respondeu: "Não".

O atendente, então, percebeu que a mulher precisava de ajuda: "Tem alguém armado aí? Faca?". Ela continuou a simulação: "Mais ou menos. Traz uma pizza de pepperoni". O oficial da polícia prosseguiu: "Você precisa de socorro médico ou não?". A vítima disse: "Não". "Ok, foi cadastrada a ocorrência", afirmou o homem. Ela agradeceu.

Segundo o portal G1, os policiais foram ao local e encontraram o suspeito na frente da casa. Ao ver a viatura, ele conseguiu fugir. Buscas foram feitas pelo bairro, mas o homem não foi localizado. Ainda de acordo com a PM, a vítima foi até a equipe e contou que o homem fez ameaças de morte dirigidas a ela e aos filhos.

A mulher ainda solicitou que verificassem a motocicleta que o companheiro havia deixado na casa. Os policiais constataram que era produto de furto.

A ocorrência foi registrada como ameaça, violência doméstica, localização e apreensão do veículo.

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), elogiou em sua rede social a ação do policial que atendeu a ocorrência.

"Meus cumprimentos ao PM Cássio Júnior dos Santos, que identificou chamado de emergência de uma mulher vítima de violência doméstica, que discou 190 'pedindo pizza'. O policial compreendeu se tratar de um pedido de ajuda. Polícia bem treinada e preparada contra criminosos covardes", escreveu.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.
Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos