TSE: Mulheres de 45 a 59 anos com ensino médio completo são a maior fatia do eleitorado

A maior parcela do eleitorado brasileiro em 2022 é formado por mulheres, tem ensino médio completo e idade entre 45 e 49 anos. É o que mostram dados do cadastro oficial de eleitores divulgados nesta sexta-feira pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Hoje, são 156.454.011 eleitores que poderão comparecer às urnas em outubro. Segundo as estatísticas da Justiça Eleitoral, houve um aumento de 6,21% do eleitorado desde as últimas eleições gerais do país, em 2018.

De acordo com o TSE, ao todo, são 82.373.164 milhões de eleitoras, o que equivale a 52,65% do total. Já os homens são 74.044.065 milhões, sendo 47,33%. Há ainda outros 36.782 mil votantes sem informação, num total de 0,02%.

Nas eleições deste ano, 2.116.781 milhões de jovens entre 16 e 17 anos estão habilitados a votar, o que representa um crescimento de 51,13% nessa faixa etária do eleitorado com relação a 2018. Segundo o Cadastro Eleitoral, o eleitorado acima de 70 anos também cresceu. O salto foi de 23,82%, indo de 12.028.608 milhões em 2018 para 14.893.281 milhões de idosos em 2022. Esse número representa 9,52% de todo o eleitorado apto a votar no dia 2 de outubro.

De acordo com o TSE, São Paulo continua a ser o maior colégio eleitoral brasileiro, com 22,16% de todos os eleitores. Em seguida aparecem os estados de Minas Gerais, com 10,41% do total de eleitores e Rio de Janeiro, com 8,2%. Ao todo, a região Sudeste concentra 42,64% de todo o eleitorado nacional.

Os três estados com menor eleitorado estão na região Norte, que responde por apenas 8,03% dos eleitores. Roraima (0,23%), Amapá (0,35%) e Acre (0,38%) são as unidades da Federação com menos eleitores, respectivamente. Ainda com relação às regiões, o Nordeste vem logo após o Sudeste, com 27,11% do eleitorado. Na sequência aparecem o Sul (14,42%), Norte (8,03%) e Centro-Oeste (7,38%).

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos