Mulheres denunciam agressões com “droga do estuprador” em festa do Partido Social-democrata alemão

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
RFI/Jan van der Made
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Ao menos nove mulheres que participavam de uma festa do Partido Social-democrata alemão (SPD), com a presença do chanceler Olaf Scholz, foram drogadas com substâncias conhecidas como “drogas do estuprador”, de acordo com informações divulgadas pelo partido neste sábado (9).

“A comoção é grande”, disse à AFP um porta-voz do grupo parlamentar social-democrata, confirmando informações do jornal Tagesspiegel. A polícia de Berlim indicou que investigava lesões corporais graves, após uma denúncia feita por uma jovem de 21 anos.

“Eu aconselho a todos as pessoas afetadas que denunciem”, escreveu no Twitter Katja Mast, membro do SPD.

Até agora, nove vítimas foram identificadas, mas o porta-voz da sigla não descarta a existência de outras.

Em mensagem dirigida aos participantes do evento, realizado na quarta-feira (6) nas proximidades da Chancelaria Federal, o SPD denunciou “um ato monstruoso que foi imediatamente informado por nós à polícia do Bundestag”, o Parlamento alemão.

Por volta de mil pessoas participaram da tradicional festa do partido antes do recesso parlamentar de verão, entre elas o chanceler Olaf Scholz, membro da formação, além de deputados e colaboradores.

“Era um evento interno. Não era possível entrar sem convite”, precisou o porta-voz. “Ainda existem muitas questões em aberto, a polícia investiga”, completou.

Náuseas

Em um comunicado, a polícia de Berlim, que menciona apenas uma “festa de verão de um partido político”, explicou ter sido alertada por uma jovem que, no dia seguinte ao evento, não tinha nenhuma lembrança da noite anterior.

A jovem foi ao hospital para um exame médico e prestou queixa na polícia. Durante a festa, ela consumiu comida e bebidas sem álcool e disse ter sentido náuseas e vertigens.

A polícia indicou ter sido informada, até agora, de quatro outros casos.

As “drogas do estuprador”, que provocam geralmente náuseas e tonturas designam diferentes substâncias psicotrópicas e são geralmente colocadas nas bebidas das vítimas para facilitar violências, roubos ou agressões sexuais.

Em 2021, 22 casos de agressão com este tipo de drogas foram registradas em Berlim, cidade conhecida por suas festas, de acordo com o jornal Berliner Zeitung. Mas o este número pode ser muito mais elevado, já que muitas vítimas não se lembram da agressão que sofreram ou têm vergonha de denunciar.

(Com informações da AFP)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos