Multidão se reúne em frente a funerária em Goiás após morte de pastor que disse que ressuscitaria no terceiro dia

·1 min de leitura

Na noite de segunda-feira, uma multidão se reuniu em frente a uma funerária em Goiatuba, interior de Goiás, após a morte do pastor Huber Carlos Rodrigues, que deixou um documento afirmando que ressuscitaria no terceiro dia. O prazo terminou e o sepultamento ocorreu por volta de meia noite, segundo a funerária.

Segundo informações do G1, na declaração assinada em 2008, Huber afirmava ter tido divinas revelações do Espírito Santo e que passaria por um “mistério de Deus”, no qual ressuscitaria às 23h30, três dias após sua morte. O corpo do pastor ficou refrigerado em uma sala na funerária, aguardando o fim do período estipulado, que terminou na noite de segunda-feira.

Huber morreu na última sexta-feira por complicações cardiorrespiratórias em um hospital de Itumbiara, a 55 km de Goiatuba.

“Minha integridade física tem que ser totalmente preservada, pois ficarei por três dias morto, sendo que no 3ª dia, eu ressuscitarei. Meu corpo durante os três dias não terá mau cheiro e nem se decomporá, pois o próprio Deus terá preparado minha carne e meu cérebro para passar por essa experiência”, ele escreveu no documento, assinado por duas testemunhas, segundo o G1.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos