Mundial de Clubes, que terá Real Madrid, ainda repercute pouco na imprensa espanhola

Menos de um mês para o Mundial de Clubes da Fifa, o torneio tem sido quase que ignorado pela mídia da Espanha. O país terá o Real Madrid, atual campeão da Champions League, como representante e forte concorrente ao título, mas os jornais têm optado por noticiar competições locais.

A seção de “desportos”, como é chamada a parte de esportes dos veículos, tem sido mais voltada para o factual dos clubes espanhóis. Alguns jornais como o As e o Marca criaram um local em suas páginas só para o assunto, mas que ainda não tem sido alimentada com frequência.

Em dezembro de 2022, a Fifa definiu que o Mundial de Clubes será no Marrocos. O Conselho da entidade se reuniu em Doha, durante a Copa do Mundo, e bateu o martelo. A edição será disputada entre os dias 1º e 11 de fevereiro com a presença do Flamengo, campeão da Libertadores; o Seattle Sounders, campeão da Champions da Concacaf, e o Auckland City, campeão continental da Oceania.

Pelo país anfitrião jogará o Wydad Casablanca, que também é o campeão africano. Por isso, a vaga continental da África será do Al-Ahly, do Egito, vice-campeão.

Um dos jornais que mais tem publicado sobre o Mundial e também criou uma aba só para a competição é o Marca. Não só direcionado ao Real Madrid, o veículo também tem atualizado seus leitores sobre questões da organização do evento. Nesta quinta-feira, ele noticiou que no dia 13 de janeiro serão definidos os times que se enfrentarão nesta primeira fase.

O As publicou notícias mais gerais sobre a competição, mas não tem atualizado sua página sobre o assunto com frequência. Assim como ABC, El Confidencial e El País, que tem se detido em produzir conetúdos maiores, voltados para informações gerais, mas com menor recorrência.