Mundial de Clubes: terceiro lugar pode render R$13,5 milhões ao Palmeiras

O Globo
·1 minuto de leitura

Após derrota por 1 a 0 e eliminação na semifinal do Mundial de Clubes para o Tigres, do México, o Palmeiras ainda tem um compromisso antes de deixar o Qatar: a disputa do terceiro lugar, contra Al-Ahly ou Bayern de Munique. Apesar de, esportivamente, a partida servir apenas como consolação, o lado financeiro pode compensar a disputa. Uma vitória pode render 13,5 milhões de reais aos cofres alviverdes.

Segundo a revista Forbes, o prêmio distribuído a quem ficar com a "medalha de bronze" do Mundial gira em torno dos US$2,5 milhões. Entre os finalistas, o campeão fica com US$ 5 milhões (R$ 27 milhões) e o vice, com US$ 4 milhões (R$ 21,5 milhões).

As demais equipes recebem valores entre US$ 500 mil (7º lugar) e US$ 2 milhões (4º lugar), cerca de R$2,6 milhões e R$11 milhões, respectivamente. Os valores são levantamentos de sites especializados em premiações.

Bayern de Munique e Al-Ahly decidem, nesta segunda-feira, quem enfrenta o Tigres na final do Mundial. A partida está marcada para as 15h. Na quinta-feira, quem perder o duelo enfrenta o Palmeiras, no Education City, ao meio-dia.