Mundial, Supercopa, Recopa: quem disputa e quando serão as competições em 2023?

Com o encerramento das Copas e o Brasileirão definindo o Palmeiras como o grande campeão com três rodadas de antecedência, já é possível adiantar os confrontos do próximo ano para as competições que reunem os clubes que saíram vencedores da temporada de 2022. Os brasileiros que disputam a competição são o Palmeiras e o Flamengo, que está nos três torneios. Veja abaixo o calendário e os clubes participantes do Mundial de Clubes, da Supercopa do Brasil e da Recopa Sul-Americana.

A competição será disputada pelo vencedor do Campeonato Brasileiro, o Palmeiras, e o ganhador da Copa do Brasil, o Flamengo. A decisão será no dia 28 de janeiro, em jogo único, mas ainda não há local definido — as duas primeiras finais foram no Estádio Mané Garrincha, em Brasília, e a de 2022 ocorreu na Arena Pantanal, em Cuiabá. A disputa também é uma espécie de revanche da edição de 2021, com as posições trocadas, já que o rubro-negro foi campeão brasileiro e o alviverde levantou a taça da Copa do Brasil. Na época, quem se deu melhor foi o time carioca, vencendo o confronto nos pênaltis depois de um empate por 2 a 2 no tempo regulamentar.

Os times que disputarão a Recopa em 2023 são o Independiente Del Valle, campeão da Copa Sul-Americana em outubro quando venceu o São Paulo, e o Flamengo, que deixou para trás o Athletico-PR na final da Libertadores. Serão dois jogos, que acontecerão entre os dias 7 e 9 de fevereiro (ida) e 14 a 16 do mesmo mês (volta). Mais uma vez, será um reencontro entre os dois clubes. Em 2020, o representante do Brasil sagrou-se campeão com o placar agregado de 5 a 2 sobre o time equatoriano, após empatar por 2 a 2 em Quito e vencer por 3 a 0 no Maracanã.

Talvez a competição mais esperada pelos fãs de futebol na América Latina, o Mundial de Clubes ainda não tem data nem local definido. A expectativa da CBF, de acordo com o planejamento do calendário para o próximo ano, é que a competição aconteça entre 20 e 28 de março. Um dos locais especulados para a decisão é em Miami, nos Estados Unidos, mas ainda não há confirmação oficial da Fifa, da Uefa ou da Conmebol. Se for mesmo sediada nos EUA, o país terá direito a um representante no torneio, que determina no regulamento que um dos sete clubes na competição é proveniente do país-sede.

Na Europa, quem se classificou foi o Real Madrid quando venceu a Liga dos Campeões da temporada 21/22, com gol de Vinícius Júnior, cria da base do Flamengo. O rubro-negro se classificou ao conquistar o tricampeonato da Libertadores e poderá enfrentar o time de Vini na final do torneio, o que marcaria o primeiro reencontro dos dois, agora em lados opostos.

Os outros clubes classificados são o Wydad Casablanca, do Marrocos, campeão da Champions da África, o Seattle Sounders, dos EUA, campeão da Concachampions e o Auckland City, campeão da Oceania. As últimas duas vagas são do campeão da Liga dos Campeões da Ásia — que tem como um dos finalistas o Urawa Red Diamonds, mas só deve terminar em março do próximo ano — e o representante do país-sede.