Mundial de surfe: Brasil garante título no masculino e melhor participação feminina na história com Weston-Webb

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 minuto de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

O Brasil garantiu o título do Circuito Mundial de Sufe, organizado pela WSL (Liga Mundial de Surfe) entre os homens. Resta apenas saber quem ficará com o troféu em Trestles, nos Estados Unidos. Após Filipe Toledo vencer o norte-americano Conner Coffin nas quartas de final, ele garantiu que apenas brasileiros estejam vivos para disputar o título. Italo Ferreira e Gabriel Medina são os outros postulantes.

A Brazilian Storm somará cinco conquistas no circuito. O primeiro título verde e amarelo veio com Gabriel Medina, em 2014. Adriano de Souza, o Mineirinho, levou a taça logo no ano seguinte, em 2015, e o havaiano John John Florence foi o único a desbancar o time brasileiro nos últimos anos, com as conquistas em 2016 e 2017.

Em 2018, Gabriel Medina faturou o bicampeonato, e em 2019 foi a vez de mais um brasileiro, o potiguar Italo Ferreira, entrar para a seleta lista de campeões do surfe mundial.

Tatiana Weston-Webb emplacou boas manobras, foi construindo a vitória aos poucos e vai disputar o título do WCT 2021 contra a havaiana Carissa Moore. A australiana Sally Fitzgibbons se despede do #RipCurlWSLFinals

Tati vence Sally e agora vai pegar a havaiana Carissa Moore na grande decisão! O Brasil vai buscar os títulos mundiais no feminino e no masculino.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos