• Hamas e Fatah se comprometem a 'se unir' contra projeto israelense de anexação
    Política
    AFP

    Hamas e Fatah se comprometem a 'se unir' contra projeto israelense de anexação

    O Hamas e o Fatah se comprometeram, nesta quinta-feira (2), a se unir contra o projeto de anexação israelense de zonas da Cisjordânia ocupada, durante uma incomum entrevista coletiva conjunta dos partidos palestinos rivais.

  • Justiça britânica dá razão a Guaidó em caso sobre ouro da Venezuela
    Notícias
    AFP

    Justiça britânica dá razão a Guaidó em caso sobre ouro da Venezuela

    Um juiz britânico deu razão nesta quinta-feira (2) ao líder opositor Juan Guaidó, impedindo que 31 toneladas de ouro venezuelano depositadas no Banco da Inglaterra (BoE) sejam recuperadas pelo governo de Nicolás Maduro, que anunciou que vai apelar contra a decisão.

  • Eleições municipais são adiadas
    Política
    AFP

    Eleições municipais são adiadas

    As eleições municipais de outubro tiveram o adiamento decretado pelo Congresso na última quarta-feira. O primeiro turno das eleições será em 15 de novembro e o segundo de 25 de outubro para 29 de novembro.

  • Saúde
    Agência Brasil

    Isolamento social pode agravar castigos e palmadas, diz pesquisa

    Pesquisa mostra que muitas mães, pais e responsáveis acreditam que é necessário colocar as crianças de castigo, gritar ou dar palmadas para melhor educá-las. De acordo com os dados do estudo Primeira Infância para Adultos Saudáveis (Pipas), 73% acreditam que os castigos são necessários, 49%, as palmadas, e 25%, os gritos.A pesquisa foi feita com com 7.038 cuidadores de crianças de até 5 anos de idade em Fortaleza e em mais 15 municípios cearenses, em outubro de 2019. Os dados, coletados antes da pandemia do novo coronavírus, preocupam especialistas, que acreditam que as medidas punitivas podem se acirrar em um período de isolamento social. “A criança está o tempo todo com os pais, com as escolas fechadas. A gente tem que levar em consideração que é uma situação de estresse para famílias, para cuidadores. Muitos deles estão vivendo situação de isolamento, tendo que lidar com questões financeiras, com a crise que estamos vivendo. Precisamos pensar que a criança pode estar exposta a um ambiente em que cuidadores estão estressados e que podem eventualmente lidar com essa situação, utilizando mais esse tipo de disciplina punitiva”, diz a diretora-assistente do Instituto de Saúde, responsável pela pesquisa, Sonia Venâncio. No Brasil, por lei, as crianças e adolescentes têm o direito de serem educados e cuidados sem o uso de castigos físicos ou de tratamento cruel ou degradante.É a Lei 13.010/2014, conhecida como Lei Menino Bernardo. O nome é uma homenagem ao menino Bernardo Boldrini, morto em abril de 2014, aos 11 anos, em Três Passos (RS). O pai, a madrasta do menino, uma amiga da família e o irmão dela foram condenados pela morte. Segundo as investigações, Bernardo procurou ajuda para denunciar as ameaças que sofria.Para Sonia, esse tipo de disciplina punitiva tem impacto negativo no desenvolvimento das crianças, tendo efeitos que podem perdurar até a fase adulta, desencadeando problemas de saúde mental e comportamentos agressivos. “Por isso que neste momento temos a preocupação de conhecer essa realidade para poder lidar com isso, trabalhar com abordagem aos pais para que não utilizem esse tipo de prática”, diz. “Os pais têm formas diferentes de educar a criança e é claro que precisam ter práticas de disciplina, mas essas práticas recomendamos que não sejam violentas. O ideal é conversar com a criança e explicar o que é esperado do comportamento dela e quais as consequências de comportamento não adequado. Sempre priorizando o diálogo e dando bons exemplos”, orienta. Boas práticas Nesse período de isolamento social para conter o avanço do vírus, o recomendado é que os responsáveis passem tempo com as crianças, brincando, fazendo leituras e que consigam, de certa forma, manter a rotina delas. “É importante que a família tenha um ritmo com a criança, que consiga manter o ritmo de sono nesse período da pandemia, manter horário de refeição. Aproveitar este momento para ter interação positiva para conversar, cantar, brincar com a criança”, diz o diretor de Conhecimento, aplicado na Fundação Maria Cecilia Souto Vidigal, Eduardo Marino. Marino reconhece, no entanto, que a situação é desigual entre as famílias em todo o Brasil. A pesquisa Pipas mostrou que 65% das crianças de até 3 anos e 37%, de 4 e 5 anos, não têm livros infantis. Segundo o estudo, cerca de duas em cada três crianças foram engajadas em quatro ou mais atividades de estímulo nos três dias que antecederam a entrevista. Foram consideradas atividades como ler, cantar, brincar, contar histórias, levar para passear, nomear, contar e desenhar. Isso significa que quase uma em cada três crianças, 37%, não recebeu esses estímulos.Na pandemia, isso pode ter se agravado, de acordo com o diretor. “Ninguém estava preparado para isso”, diz, acrescentando que os responsáveis “têm que trabalhar, cuidar das demandas de casa e mais das demandas educacionais. Não é pouca coisa. E é particularmente difícil para os mais pobres. A situação de confinamento é estressante quando colocamos a dimensão da desigualdade”.Para amenizar a situação, é preciso, de acordo com Marino, por parte do Poder Público, uma atuação conjunta de assistência social, saúde, educação, para que as famílias sejam assistidas durante a pandemia. “Essa interação é muito dependente da saúde mental do adulto. O adulto precisa estar bem. Precisamos muito de cuidar do adulto para que ele cuide melhor da criança. A pandemia tem trazido muitos desafios. Os adultos estão vivenciando muitas situações, desde situações extremas, como a perda de um ente querido para a covid-19, perda de emprego, a questões mais cotidianas, como o ficar em casa sem uma atividade e talvez em moradias que não têm as condições para permanência, como de higiene, água, esgoto e segurança alimentar”.

  • China adotará "medidas correspondentes" se Reino Unido ampliar plano de cidadania de Hong Kong
    Política
    AFP

    China adotará "medidas correspondentes" se Reino Unido ampliar plano de cidadania de Hong Kong

    A China adotará medidas se o Reino Unido persistir com o plano de conceder a milhões de cidadãos de Hong Kong a possibilidade de cidadania britânica em resposta à nova lei de segurança para o território, afirmou nesta quinta-feira a embaixada chinesa em Londres.

  • Juiz libera publicação de livro de sobrinha de Trump
    Estilo de vida
    AFP

    Juiz libera publicação de livro de sobrinha de Trump

    Um juiz de um tribunal de apelações de Nova York suspendeu na quarta-feira a proibição temporária de publicação de um livro com teor potencialmente explosivo, escrito por uma sobrinha do presidente Donald Trump, que o descreve como "o homem mais perigoso do mundo", de acordo com documentos judiciais.

  • Reforma constitucional de Putin validada por 77,92% dos votos
    Política
    AFP

    Reforma constitucional de Putin validada por 77,92% dos votos

    Os russos validaram por 77,92% dos votos a reforma constitucional que potencialmente autoriza Vladimir Putin a permanecer no poder até 2036, de acordo com a apuração final divulgada nesta quinta-feira, um resultado classificado como uma "mentira" pela oposição.

  • Campanha de Biden supera pelo segundo mês seguido Trump em arrecadação
    Política
    AFP

    Campanha de Biden supera pelo segundo mês seguido Trump em arrecadação

    A campanha do democrata Joe Biden superou pelo segundo mês consecutivo a arrecadação do comitê reeleição de Donald Trump, de acordo com dados divulgados na quarta-feira (1) que mostram um crescente entusiasmo pelo rival do presidente americano.

  • Deslizamento de terra mata 113 mineiros no norte de Mianmar
    Notícias
    AFP

    Deslizamento de terra mata 113 mineiros no norte de Mianmar

    Ao menos 113 mineiros morreram em um deslizamento de terra em minas de jade na região norte de Mianmar, perto da fronteira com a China, anunciaram nesta quinta-feira os bombeiros.

  • Brasil deve deixar de bancar empresas ineficientes para dar dinheiro a famílias necessitadas no pós-pandemia, diz BID
    Notícias
    BBC News Brasil

    Brasil deve deixar de bancar empresas ineficientes para dar dinheiro a famílias necessitadas no pós-pandemia, diz BID

    Relatório de Banco Interamericano de Desenvolvimento diz que, para promover recuperação econômica após pandemia, será necessário que país resista à pressão de setores econômicos para manter isenções e benefícios de emergência; 'medidas não podem ser perenizadas e servir como máscara sobre ineficiências estruturais', diz vice-presidente de organização.

  • Notícias
    Folhapress

    Chanceler uruguaio renuncia em reunião do Mercosul

    BUENOS AIRES, ARGENTINA (FOLHAPRESS) - Durante a primeira reunião do Mercosul realizada de modo virtual, o chanceler uruguaio, Ernesto Talvi, anunciou nesta quarta-feira (1º) que deixará o cargo na semana que vem. Do Partido Colorado, Talvi disputou a presidência com Luis Lacalle Pou, do Partido Nacional (blanco), e ficou em terceiro lugar no primeiro turno. No segundo, para conseguir os apoios necessários e vencer o candidato da Frente Ampla, Daniel Martínez, Lacalle Pou armou uma coalizão com partidos opositores, incluindo o Colorado, formando a chamada "coalizão multicolor". A saída de Talvi significa um desgaste na base de apoio de Lacalle Pou e provocou surpresa ao ser anunciada na reunião do Mercosul --ainda mais porque, na cerimônia desta quinta-feira (2), a presidência pro-tempore do bloco passará do Paraguai para o Uruguai. Um dos destaques da reunião, ainda que ocorra por videoconferência, é que será a primeira ocasião em que os presidentes da Argentina, Alberto Fernández, e do Brasil, Jair Bolsonaro, estarão no mesmo fórum. A última reunião do Mercosul havia ocorrido em Bento Gonçalves, no Rio Grande do Sul, cinco dias antes do fim do mandato de Mauricio Macri. No lugar de Talvi, o novo chanceler uruguaio será Francisco Bustillo, atual embaixador do país na Espanha. Talvi vinha tendo problemas com Lacalle Pou havia alguns meses. Em sua carta de demissão, o chanceler disse que "foi um privilégio servir os cidadãos uruguaios e a chancelaria, não é minha intenção ser um obstáculo no desejo do presidente de nomear outro chanceler".

  • EUA retomará aporte à OPAS quando programa 'Mais Médicos' for avaliado
    Política
    AFP

    EUA retomará aporte à OPAS quando programa 'Mais Médicos' for avaliado

    Os Estados Unidos vão retomar os aportes financeiros à Organização Pan-americana da Saúde (OPAS) quando for instalado o painel independente que deve avaliar o programa de envio de médicos de Cuba ao Brasil, disse nesta quarta-feira (1) um alto funcionário do Departamento de Estado.

  • EUA registra recorde de 52.000 novos casos de COVID-19 em 24 horas
    Notícias
    AFP

    EUA registra recorde de 52.000 novos casos de COVID-19 em 24 horas

    Os Estados Unidos registraram 52.898 infecções por coronavírus nas últimas 24 horas, de acordo com a contagem desta quarta-feira (1) da Universidade Johns Hopkins, quando o país enfrenta um rápido aumento de casos da doença.

  • Los Angeles reduz orçamento de sua política e acata demandas de protestos
    Política
    AFP

    Los Angeles reduz orçamento de sua política e acata demandas de protestos

    O conselho da cidade de Los Angeles aprovou nesta quarta-feira (1) um corte orçamentário da polícia de 150 milhões de dólares, acatando demandas dos protestos antirracistas após a morte do afro-americano George Floyd por um policial branco em maio.

  • Hong Kong anuncia primeiras detenções com base na nova lei de segurança
    Política
    AFP

    Hong Kong anuncia primeiras detenções com base na nova lei de segurança

    A polícia de Hong Kong deteve nesta quarta-feira (1) 370 pessoas durante protestos, incluindo uma dezena sob a nova lei de segurança, apenas 24 horas após a promulgação do texto por Pequim.

  • Por causa da pandemia, eleições municipais são adiadas para novembro
    Política
    AFP

    Por causa da pandemia, eleições municipais são adiadas para novembro

    O Congresso decidiu nesta quarta-feira (1) adiar de outubro para novembro as eleições municipais devido à pandemia do novo coronavírus.

  • Aprovada reforma constitucional de Putin
    Notícias
    AFP

    Aprovada reforma constitucional de Putin

    A maioria dos russos, segundo dados preliminares, aprovou nesta quarta-feira uma reforma constitucional do presidente Vladimir Putin que, segundo críticos, busca perpetuar seu controle sobre a Rússia, depois de 20 anos no poder.

  • Congressistas hispânicos pedem a Trump para cancelar reunião com presidente mexicano
    Política
    AFP

    Congressistas hispânicos pedem a Trump para cancelar reunião com presidente mexicano

    Legisladores da Liga dos Congressistas Hispânicos denunciaram em Washington a "politização" das relações entre os Estados Unidos e o México e pediram ao presidente Donald Trump para cancelar sua reunião com o chefe de Estado mexicano, Andrés Manuel López Obrador.

  • Mortes por COVID-19 voltam a subir nos EUA e passam de 60.000 no Brasil
    Saúde
    AFP

    Mortes por COVID-19 voltam a subir nos EUA e passam de 60.000 no Brasil

    A Organização Mundial da Saúde (OMS) advertiu nesta quarta-feira (1) que a pandemia do novo coronavírus continua se acelerando, com uma nova onda de infecções nos Estados Unidos e seu avanço no Brasil, onde superou as 60.000 mortes.

  • Brasil supera 60 mil mortos
    Saúde
    AFP

    Brasil supera 60 mil mortos

    No dia em que o Brasil superou a marca de 60 mil mortes pela Covid-19, o secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Arnaldo de Medeiros, declarou que o país 'vive um platô' na curva de óbitos.

  • Brasil supera as 60.000 mortes pelo novo coronavírus
    Saúde
    AFP

    Brasil supera as 60.000 mortes pelo novo coronavírus

    O Brasil superou nesta quarta-feira (1) as 60.000 mortes pelo novo coronavírus, enquanto muitos estados flexibilizam suas medidas de confinamento apesar de a pandemia não dar sinais de controle.

  • Colômbia ultrapassa 100.000 casos de COVID-19 quatro meses após primeiro caso
    Saúde
    AFP

    Colômbia ultrapassa 100.000 casos de COVID-19 quatro meses após primeiro caso

    A Colômbia ultrapassou 100.000 casos do novo coronavírus na quarta-feira, quase quatro meses após o registro do primeiro caso e em um momento em que infecções e mortes pela doença dispararam, segundo o Ministério da Saúde.

  • 'Corte bilionário'
    Notícias
    AFP

    'Corte bilionário'

    A polícia de Nova York terá seu orçamento anual reduzido em US$ 1 bilhão. A decisão foi tomada nesta quarta-feira, após manifestações do movimento 'Black Lives Matter'. A medida, no entanto, não foi bem recebida pelos manifestantes.

  • Venezuela terá eleições legislativas em 6 de dezembro
    Política
    AFP

    Venezuela terá eleições legislativas em 6 de dezembro

    As eleições ao Parlamento venezuelano, único poder controlado pela oposição, foram convocadas nesta quarta-feira (1) para 6 de dezembro pelas autoridades eleitorais, um pleito que será boicotado pelos principais partidos da oposição.

  • Peru inicia reabertura gradual para evitar colapso econômico
    Notícias
    AFP

    Peru inicia reabertura gradual para evitar colapso econômico

    O Peru começou nesta quarta-feira (1º) um desconfinamento gradual para reativar sua economia semiparalisada, e as ruas de Lima voltaram a se encher de carros e pessoas, depois de três meses e meio de quarentena nacional obrigatória por causa da pandemia do novo coronavírus.