Mundo não deixará Putin usar armas nucleares, diz Zelenskiy

Zelenskiy concede entrevista em Kiev

BERLIM (Reuters) - O presidente ucraniano, Volodymyr Zelenskiy, disse nesta quarta-feira que não acredita que o mundo permitirá que Vladimir Putin use armas nucleares e prometeu continuar com a libertação do território ucraniano capturado pelas forças russas.

Zelenskiy falou à TV alemã BILD em uma entrevista publicada horas depois que o presidente russo anunciou uma mobilização militar parcial e alertou que Moscou responderá ao que chamou de "chantagem nuclear" do Ocidente.

Foi a primeira mobilização da Rússia desde a Segunda Guerra Mundial e representou a maior escalada da guerra na Ucrânia desde a invasão de Moscou em fevereiro.

"Não acredito que ele (Putin) usará essas armas. Não acho que o mundo permitirá que ele use essas armas", disse Zelenskiy, segundo um texto publicado pelo jornal.

A Ucrânia recapturou partes de seu território após uma contraofensiva relâmpago nas últimas semanas, causando baixas crescentes às tropas russas.

A mobilização de Putin veio em resposta aos fracassos da Rússia no campo de batalha, disse Zelenskiy.

"Ele vê que suas unidades estão simplesmente fugindo", afirmou Zelenskiy, acrescentando que Putin "quer afogar a Ucrânia em sangue, incluindo o sangue de seus próprios soldados".

Zelenskiy também rejeitou os planos de quatro regiões da Ucrânia ocupadas pelos russos de realizar referendos de 23 a 27 de setembro sobre adesão à Rússia, dizendo se tratar de uma "farsa" que não será reconhecida pela maioria dos países.

(Reportagem de Kirsti Knolle e Matthias Williams)