Município boliviano declara alerta diante de suspeitas da variante Delta da covid-19

·1 minuto de leitura
(Arquivo) Agente de saúde realiza coleta para teste de covid-19 em Santa Cruz, Bolívia, em 24 de fevereiro de 2021

O município de Santa Cruz, o mais populoso da Bolívia e o mais atingido pela covid-19, declarou alerta de saúde nesta sexta-feira (30), após registrar um aumento nos casos com sintomas da variante Delta, altamente contagiosa.

“O prefeito Jhonny Fernández declarou alerta de saúde no município de Santa Cruz, anunciando também o envio de brigadas médicas para o atendimento oportuno de cada vizinho”, afirmou o município em nota oficial.

O comunicado acrescenta que a medida é tomada "tendo em vista o aumento de casos em alguns bairros de nossa cidade, com sintomas semelhantes aos que a nova variante Delta gera nos pacientes".

Fernández disse mais tarde em uma coletiva de imprensa que "há pessoas que estão com diarréia, dor de estômago, dor de cabeça, febre, todos os sintomas que podem estar associados a esta nova cepa".

O Ministério da Saúde afirmou em outro comunicado que por enquanto não há relato oficial da presença da variante Delta na Bolívia.

A região de Santa Cruz, com quase 3 milhões de habitantes, é a mais afetada pelo coronavírus na Bolívia. Representa 15% dos mais de 472 mil infectados em todo o país e quase o mesmo percentual das 17.700 mortes.

A Bolívia, com uma população de 11,5 milhões, vacinou até o momento 2,8 milhões de pessoas com a primeira dose e 1,5 milhão com a segunda.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) indicou na semana passada que a variante Delta da covid-19 deve se tornar a dominante no planeta nos próximos meses.

jac/rsr/ic

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos