Município fluminense confirma mais dois casos de febre amarela

Alana Gandra - Repórter da Agência Brasil

A Secretaria Municipal de Saúde de Casimiro de Abreu, município da Baixada Litorânea do estado do Rio de Janeiro, confirmou hoje (30) mais dois casos de febre amarela, que elevam para sete o total na cidade, que registrou uma morte e tem mais quatro pessoas com suspeita da doença.

Os dois pacientes que tiveram o diagnóstico de febre amarela confirmado hoje estão em casa, se recuperando bem e com acompanhamento da equipe médica do Hospital Municipal Ângela Maria Simões Menezes, de acordo com a secretaria.

A partir de amanhã (31), mais 3 mil doses da vacina contra a febre amarela estarão disponíveis nos postos do Programa Estratégia Saúde da Família de Casimiro de Abreu. O lote, o segundo em uma semana, foi liberado pela Secretaria de Estado de Saúde após reunião ontem (29) com a gestão municipal. Com as novas doses, o município espera vacinar toda a população local.

“A orientação da Secretaria Municipal de Saúde é que os coordenadores dos postos de saúde entrem em contato com cada pessoa que deixou seu nome na lista de espera, seguindo a ordem, para que se dirija até a unidade de saúde e receba a dose. Quando forem chamadas, as pessoas deverão levar cartão do Sistema Único de Saúde (SUS) e comprovante de residência”, informou a secretaria municipal.

Vacinação no estado

O governo do estado do Rio de Janeiro espera receber ainda hoje novos lotes de vacinas que serão destinados aos 28 municípios listados como estratégicos para prevenção da febre amarela.

O secretário estadual de Saúde, Luiz Antonio Teixeira Jr., disse que a estratégia de vacinação vem sendo adotada de forma preventiva desde janeiro, antes da confirmação dos primeiros casos de febre amarela no estado. Dos 64 municípios considerados prioritários, 36 receberam doses em quantidade suficiente para vacinar todos os seus habitantes.

Na próxima terça-feira (4), o Ministério da Saúde fará nova reunião técnica para discutir o fluxo de fornecimento de novos lotes de vacinas contra febre amarela para os estados. Para o Rio de Janeiro, a estimativa é que ainda são necessárias entre 8 milhões e 9 milhões de doses para imunizar cerca de 12 milhões de pessoas em 92 municípios.

Os 28 municípios considerados prioritários para vacinação contra a febre amarela no estado do Rio de Janeiro são Araruama, Armação dos Búzios, Arraial do Cabo, Cabo Frio, Campos dos Goytacazes, Cachoeiras de Macacu, Carapebus, Engenheiro Paulo de Frontin, Iguaba Grande, Itaperuna, Macaé, Magé, Miguel Pereira, Nova Friburgo, Paraíba do Sul, Petrópolis, Quissamã, Resende, Rio das Ostras, São Francisco de Itabapoana, São José do Vale do Rio Preto, São Pedro da Aldeia, São João da Barra, Saquarema, Tanguá, Teresópolis, Três Rios e Valença.

A vacina contra a febre amarela é produzida pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

Casos

Além dos sete casos de Casimiro de Abreu, o estado do Rio de Janeiro tem mais dois casos confirmados de febre amarela em humanos, registrados em São Fidélis e São Pedro da Aldeia.

Dois municípios tiveram casos confirmados de febre amarela em macacos: São Sebastião do Alto, na Região Serrana; e Campos dos Goytacazes, no Norte Fluminense.