Muro de creche desaba na zona leste de São Paulo

FÁBIO MUNHOZ
SÃO PAULO, SP, 11.02.2020 - Muro do CEI Parque Cruzeiro do Sul, em São Miguel Paulista, desabou na manhã de segunda-feira (10), devido às fortes chuvas que atingem a capital. (Foto: Ronny Santos/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O muro de uma creche caiu após um deslizamento de terra, em São Miguel Paulista (zona leste), na última segunda-feira (10). A instituição, que tem convênio com a Prefeitura de São Paulo, foi interditada.

O deslizamento, ocorrido por volta das 10h, arrastou o playground do CEI (Centro de Educação Infantil) Parque Cruzeiro do Sul, onde estão matriculadas 150 crianças. Não houve vítimas.

Ainda não se sabe se o deslizamento e a queda do muro ocorreram por causa das fortes chuvas que caíram na capital, no mesmo dia.

A dona de casa Gicélia Amorim Souza, 60, tem uma neta na creche. "A sorte é que, por conta da chuva, muitos pais optaram por não levar os filhos", conta.

O presidente da associação de moradores do Parque Cruzeiro do Sul, Antônio Aparecido Rodrigues, diz que funcionários ajudaram. "Quando ouviram barulho no muro, correram para tirar as crianças." 

Já na zona norte, na madrugada desta terça (11), um prédio em construção, de cinco andares, desabou, no bairro do Limão. Segundo os bombeiros, não houve vítimas. Também não se sabe, ainda, se o desabamento está relacionado com as chuvas.

OUTRO LADO

A prefeitura, gestão Bruno Covas (PSDB), diz que a Secretaria Municipal de Educação "está remanejando os alunos para unidades próximas, sempre respeitando a menor distância entre a casa da criança e a escola".

A pasta afirma que solicitou a avaliação do imóvel, mas não informou data de reabertura do local.