Museu do Ipiranga ganha iluminação azul para alertar contra o câncer de próstata

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O Museu do Ipiranga, na zona sul de São Paulo, ganhará, na noite desta quinta (17), uma iluminação em tons de azul como forma de alerta contra o câncer de próstata. A iniciativa é da Rede D’or São Luiz e ocorre no Dia Mundial de Prevenção ao Câncer de Próstata.

Segundo o médico Paulo Hoff, presidente da Oncologia D’or, o exame do toque retal, ainda considerado um tabu por muitos homens, é fundamental para o diagnóstico da doença. "Infelizmente, por causa dessa resistência, ainda temos um índice de 20% de diagnóstico tardio", afirma. Hoff salienta que, quando descoberto em estágio avançado, a chance de cura é de 10% a 20%.

Dificuldade de urinar ou urina escura são alguns sinais do câncer de próstata, mas que também são comuns a outras enfermidades como a hiperblasia benigna da próstata. Por isso, o oncologista reforça a importância de manter os exames em dia e consultar o médico regularmente. "A falta do cuidado com a própria saúde faz com que o homem não perceba sinais de doenças em seu estágio inicial", afirma ele.

Segundo o Inca (Instituto Nacional de Câncer), o câncer de próstata é o mais comum entre os homens, com exceção do de pele não melanoma. Em 2020, foram registrados 65.840 novos casos da doença e 15.841 mortes.