Museu Light da Energia reabre as portas com exposição educativa

Localizado na região central do Rio de Janeiro, o Museu Light da Energia reabre as portas para o público amanhã (5), depois de mais de dois anos fechado, com uma nova exposição interativa. O espaço é reconhecido por seu trabalho educativo na conscientização sobre o uso eficiente da energia elétrica, estimulando os visitantes a refletir sobre hábitos de consumo e redução dos desperdícios.

Indicado para estudantes da educação infantil, ensino fundamental I e II, ensino médio e educação de jovens e adultos (EJA), o museu oferece transporte gratuito para escolas públicas. A entrada é gratuita, mas é preciso agendar a visita pelo site.

O novo espaço esclarece os mistérios que envolvem a eletricidade, contribuindo para a conscientização sobre a eficiência energética, informa a especialista em marketing e responsabilidade social da Light, Estela Alves. "Energia é um tema amplo e complexo. Ela está totalmente inserida no nosso dia a dia e a gente nem percebe. O museu traz essa consciência de forma divertida e interativa”. Para Estela, quem entra no museu sai com uma nova percepção de seu papel como consumidor e a importância de mudar hábitos e contribuir com a eficiência energética.

O espaço foi reformado nos últimos anos com o objetivo de oferecer aos visitantes uma exposição inovadora, que ensina o que é energia com experiências interativas digitais, eletrônicas e mecânicas. A exposição conta com 11 experiências distribuídas em três ambientes: Sala Clara, Túnel da Energia e Sala Escura.

Itinerário

O passeio começa pela Sala Clara, que tem jogos, painéis interativos e uma maquete que mostra como é a geração de energia. Ainda neste pavimento, o público inicia a descoberta sobre a energia e suas diferentes formas, suas transformações e fontes.

Em seguida, os visitantes entram no Túnel da Energia e percebem, por meio de seus movimentos com imagens e sons, que seu corpo também produz energia. Saindo do túnel, a Sala Escura revela o movimento do elétron e os conceitos mais básicos, como eletricidade, magnetismo e eletromagnetismo. Um dos novos experimentos promove uma brincadeira coletiva, em que pessoas conseguem mover energia para acender as luzes de um prédio.

Localizado no Centro Cultural Light, na Avenida Marechal Floriano, 168, o Museu Light da Energia recebeu cerca de quatro mil instituições de ensino e mais de 160 mil visitantes, entre 2012 e 2020. O museu conta com recursos do Programa de Eficiência Energética da Agência Nacional de Energia Elétrica (PEE Aneel).