Musk ameaça desistir de acordo para compra do Twitter se empresa não entregar dados

Por Nivedita Balu

BENGALURU, Índia (Reuters) - Elon Musk alertou que pode desistir do acordo de 44 bilhões de dólares para a aquisição do Twitter caso a rede social não forneça dados sobre spam e contas falsas, disse o bilionário em uma carta à empresa nesta segunda-feira.

A carta afirma que o Twitter está em uma "clara violação material" de suas obrigações e que Musk se reserva todos os direitos de rescindir o acordo de fusão.

As ações do Twitter caíam cerca de 1,9%, para 39,34 dólares cada, por volta de 16h (horário de Brasília). A proposta de Musk foi de 54,20 dólares por ação.

"O Twitter tem (compartilhado) e continuará compartilhando informações cooperativamente com Musk para consumar a transação nos termos do acordo", disse a empresa em comunicado. A companhia pretende fechar o negócio no preço e nos termos acordados, acrescentou o Twitter.

Esta é a primeira vez que Musk ameaçou desistir do acordo via documento por escrito, em vez de fazê-lo através de publicações na própria rede social.

Anteriormente, Musk havia suspendido temporariamente o acordo, à espera de dados do Twitter sobre a proporção de contas falsas na plataforma de mídia social.

"Musk acredita que o Twitter está se recusando a cumprir suas obrigações sob o acordo de fusão, o que está causando mais suspeitas de que a empresa está retendo os dados solicitados", segundo a carta.

O bilionário questionou a precisão dos registros públicos do Twitter sobre contas de spam representarem menos de 5% da base de usuários, e alegou que o percentual deve ser ao menos de 20%.

"É bastante óbvio que ele (Musk) tem remorso de comprador e está tentando de tudo para conseguir uma redução no preço, e acho que ele pode ter sucesso", disse Dennis Dick, operador da Bright Trading.

"É visível a liquidação nas ações de redes sociais e ele percebeu que pagou um preço alto demais... todas essas são táticas apenas para obter uma redução no preço", acrescentou.

Musk disse que precisa dos dados para realizar uma análise própria dos usuários do Twitter, já que não acredita nas "metodologias de teste negligentes" da empresa.

"Musk tem claramente direito aos dados solicitados para permitir que ele se prepare para a transição dos negócios do Twitter para sua propriedade e para facilitar o financiamento da transação", disseram seus advogados na carta.

(Por Nivedita Balu; reportagem adicional de Tiyashi Datta)

((Tradução Redação São Paulo, 55 11 56447500))

REUTERS AR AAJ

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos