Musk brinca sobre comprar Coca-Cola para “trazer de volta cocaína”

Elon Musk: seguidores entraram na brincadeira e chegaram a pedir ao sul-africano que comprasse outras empresas. (Michele Tantussi/Reuters)
Elon Musk: seguidores entraram na brincadeira e chegaram a pedir ao sul-africano que comprasse outras empresas. (Michele Tantussi/Reuters)
  • Publicação já conta com 2,9 milhões de likes e mais de 470 mil retweets;

  • Seguidores começaram a pedir que empresário que comprasse outras empresas;

  • Cocaína foi retirada da composição da Coca-Cola por volta de 1905.

O bilionário Elon Musk, que comprou a rede social Twitter nesta semana, brincou sobre a possibilidade de comprar a multinacional de bebidas Coca-Cola para "trazer de volta a cocaína" como um dos ingredientes do refrigerante.

A publicação feita no Twitter já conta com 2,9 milhões de likes e mais de 470 mil retweets. Nos comentários, os seguidores entraram na brincadeira e chegaram a pedir ao sul-africano que comprasse outras empresas.

"Você pode comprar a Fox, eu quero outra temporada de 'firefly'", disse um dos comentários. Em resposta, o bilionário continuou na brincadeira. "Alguma ficção científica que realmente apresenta uma ficção científica seria ótimo", disse. Outros sugeriram a compra do Tiktok, mas apenas para que Musk encerrasse o aplicativo de vídeos.

Usado como um dos principais ingredientes da Coca-Cola, a cocaína foi retirada da composição da bebida por volta de 1905 - 36 anos depois de sua invenção. Na época, as autoridades de saúde começaram a questionar a segurança do ingrediente.

Novo dono do Twitter

Depois de semanas de negociações, acusações e outras coisas do gênero, o Conselho do Twitter aceitou a oferta de Elon Musk para comprar a rede social. O bilionário, dono da Tesla e SpaceX, ofereceu US$ 54,20 por ação, segundo fontes de Reuters e Bloomberg.

O negócio de quase US$ 44 bilhões (R$ 214 bi) recebeu o aval da diretoria do Twitter. O valor de mercado atual do Twitter está na casa dos US$ 37 bilhões (cerca de R$ 174 bilhões).

Em comunicado, Musk falou: “A liberdade de expressão é a base de uma democracia em funcionamento, e o Twitter é a praça da cidade digital onde são debatidos assuntos vitais para o futuro da humanidade.”

Atualmente, o empresário é a pessoa mais rica do mundo, de acordo com o ranking anual de bilionários da revista norte-americana Forbes. Musk teria uma fortuna estimada em US$ 219 bilhões (R$ 1 trilhão).

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos