Musk compra o Twitter e despede responsáveis

"O pássaro foi libertado" - foi assim que Elon Musk anunciou que comprou finalmente o Twitter. O valor da aquisição terá ascendido aos 44 mil milhões de euros. E as mudanças na cúpula da rede social não tardaram.

Ao que tudo indica, Musk despediu imediatamente o diretor executivo, Parag Agrawal, o diretor financeiro, Ned Segal, e a responsável jurídica, Vijaya Gadde.

Nas palavras do próprio, esta compra "é importante para o futuro da civilização para que tenha uma praça digital em comum, onde um vasto leque de crenças possa ser debatido de forma saudável, sem recurso à violência".

O empresário prossegue, dizendo que "existe hoje em dia um grande risco de que as redes sociais se tornem na câmara de eco da extrema-direita e da extrema-esquerda para gerar mais ódio e dividir a nossa sociedade".

No entanto, Musk tem dito também que quer lutar contra a censura e pela liberdade de expressão, abrindo a porta ao regresso à rede de figuras controversas, como Donald Trump.