Musk diz a chefe da indústria da UE que cumprirá regras de conteúdo do bloco

.

Por Michel Rose

PARIS (Reuters) - Elon Musk garantiu à Comissão Europeia que o Twitter cumprirá as rígidas regras do bloco sobre o combate de conteúdo ilegal online, disseram fontes da União Europeia nesta segunda-feira.

Em uma troca anteriormente não relatada na semana passada, Musk disse a Thierry Breton, chefe da indústria da União Europeia (UE), que planeja cumprir a Lei de Serviços Digitais do bloco. A legislação impõe multas pesadas às empresas que não controlarem conteúdo ilegal.

Musk, que concluiu a aquisição do Twitter na semana passada, concordou em realizar uma reunião com Breton, ex-ministro das Finanças da França, nas próximas semanas, disseram à Reuters dois funcionários do bloco familiarizados com as discussões.

A comunicação ocorreu depois que Breton foi ao Twitter para alertar Musk sobre a nova legislação europeia na sexta-feira.

"Na Europa, o pássaro voará de acordo com as regras da União Europeia", tuitou Breton na sexta-feira.

Os parlamentares europeus aprovaram regras históricas para conter as grandes empresas de tecnologia, exigindo que as plataformas online façam mais no monitoramento em busca de conteúdo ilegal. As companhias enfrentarão multas de até 6% do faturamento global anual por violações da Lei de Serviços Digitais.

As garantias de Musk pareciam sugerir uma atitude pragmática do bilionário, que também é presidente-executivo da Tesla. Ele já havia expressado seu desejo de ver o Twitter com menos limites de conteúdo.

Até agora, Musk ofereceu poucos detalhes sobre como administrará a empresa após o negócio de 44 bilhões de dólares.