Musk sugere criptografia em mensagens privadas do Twitter

Twitter de Elon Musk
Até o momento, o post recebeu mais de 1,1 milhão de curtidas e mais de 15,3 mil comentários

(Sheldon Cooper/SOPA Images/LightRocket via Getty Images)

  • Elon Musk sugere criptografia nas mensagens privadas do Twitter;

  • Bilionário citou, como exemplo, o que é feito no app de mensagens Signal;

  • Agora dono do Twitter, o bilionário tem espaço para implementar suas sugestões.

Elon Musk, agora dono do Twitter, pretende garantir maior privacidade aos usuários da plataforma. Em seu perfil oficial, o bilionário sugeriu que as mensagens privadas (DMs) sejam protegidas por uma criptografia mais avançada e segura.

A medida garantiria que apenas as pessoas que estão conversando tenham acesso ao conteúdo, sem que terceiros ou até mesmo servidores da companhia consigam decifrá-lo.

"DMs do Twitter deveria ter criptografia ponta-a-ponta assim como o Signal [aplicativo de mensagens], para que ninguém possa espionar ou hackear suas mensagens", escreveu. Até o momento, o post recebeu mais de 1,1 milhão de curtidas e mais de 15,3 mil comentários.

Sempre de olho no Twitter

Musk é conhecido por compartilhar suas sugestões e críticas sobre o Twitter com seus quase 88 milhões de seguidores na rede social. Inclusive, um dia depois da divulgação da compra, por parte do empresário, de 9,2% das ações da plataforma, ele lançou uma enquete perguntando o que os usuários pensam sobre a criação de um botão de edição de tuítes.

No mesmo 5 de abril, o bilionário se mostrou animado com sua participação na empresa e disse que “espera ajudar a rede social a ter "melhorias significativas nos próximos meses", em resposta a um tuíte do CEO Parag Agrawal. O executivo celebrava a suposta inclusão de Musk no conselho de diretores, cargo posteriormente recusado.

As críticas à plataforma também não foram poucas. As últimas aconteceram no final de março, quando Musk refletiu sobre a criação de uma nova rede social. Em seu perfil, ele questionou se o Twitter contribuiu para a liberdade de expressão, sendo que a alternativa ‘não’ ganhou acima dos 70%.

Agora como dono da rede social, após fechar um negócio de US$ 44 bilhões, as ideias de Musk têm muito mais chance de serem, de fato, colocadas em prática. Quem teme o futuro são os funcionários da empresa, que se mostraram cheios de dúvidas e tensões em áudio vazado da primeira reunião com os executivos após a mudança de comando.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos